PARA ANUNCIAR CLIQUE AQUI | GRÁTIS :: PETS E SERVIÇOS

Nomes para cachorros: como escolher?

Autor: Nana Tucci
Categorizados em: Cachorros Dicas FIlhote Lifestyle Não tem pet Quer mais 1
Nomes para cachorros: como escolher?

Ele tem cara de quê? Uma das missões mais divertidas – e às vezes, mais difíceis – é escolher nomes para o seu amigão.

Se você tem uma família grande, então, aí a tarefa fica ainda mais árdua porque é preciso pensar em nomes que convençam todos os membros da casa.

A primeira tendência é querer dar um nome que faça referência a alguma característica física do animal. Ele é magrelo…e se for Bisnaga? Ele é fortão, né? E se o chamarmos de Touro? Ela é tão delicada…vamos de Flor?

Um peludo enche nossa casa de amor e alegria. Então é natural que a gente tenha uma tendência também a dar nomes elogiosos como Graça, Tesouro, Cheirosa, Fofo, Joia, Preciosa…

Quem aí nunca conheceu uma Panqueca, um Pipoca ou uma Paçoca? Ou um cachorrinho com nome de fruta? Amora, Pitanga, Caju…? Tem muita gente que gosta de homenagear aquele personagem cão do desenho (Milu, o cachorro do belga Tintin, Scooby Doo, da animação homônima). Ou então o seu cantor ou ator favorito. Billie de Billie Holiday, Elvis de Elvis Presley. Madonna, Beyoncé…

Nomes de deuses gregos, que têm significados legais, também são boas pedidas – caso de Afrodite e Zeus. E os clássicos nunca saem de moda: Rex, Spot e Duke são nomes que os próprios cães aprendem rápido, além de adorados pela criançada.

Não existe certo e errado. Nomear um animal é uma decisão muito pessoal e o mais importante é você estar satisfeito com a escolha. Mas especialistas dão algumas dicas úteis. 

Anote:

1. Prefira nomes curtos, com no mínimo duas sílabas e de no máximo três sílabas. Isso porque quanto maior o nome, mais tempo o cachorro vai demorar para associá-lo a ele mesmo. Então, a não ser que você sonhe muito com um cachorro chamado Theodoro, simplifique e vá de Theo mesmo!

2. Não rime o nome do seu cachorro com comandos. O motivo? Isso vai confundi-lo e ele pode se atrapalhar na hora de receber a ordem. Exemplo: Nick se confunde com o comando”Fique”, Bem com “Vem” e Tião com “Não” –  aliás, evite ao máximo dar o nome do seu cão com o final “ão”, porque você não vai querer que não fique claro pra ele quando é proibido fazer uma coisa, né?

3. Resista a vontade de dar nome de gente. É indicado não dar nome típico de seres humanos para cães, como Helena ou Fernando, a fim de não humanizar o animal. O fato de ele ter nome de gente pode surtir algum efeito em você, o tutor, e deixá-lo culpado por não permitir que ele durma na sua cama ou compartilhe aquele pedaço de ossobuco com você.

4. Evite nomes depreciativos. Alguns nomes nessa linha podem ser até engraçadinhos, como Perrengue ou Trapalhão. Mas a sugestão é fugir deles, pois cachorros são sensíveis e conseguem entender várias palavras humanas, então é possível que compreendem quando alguém entrar na sua casa e achar um sarro o nome do seu parceirão.

Em tempo: quando for dar algum comando ligado à repreensão, evite repetir o nome do seu cachorro em seguida. Por exemplo, diga apenas “Não”, em vez de “Não, Caju!”, para que ele associe seu nome apenas a coisas positivas.

Já falamos sobre brinquedos para cachorros que podem ser feitos em casa, confira

Nomes para cachorros: como escolher?
autor

Nana Tucci

Nana Tucci tem 31 anos, é jornalista, adora tudo que é caipira, fazer (e comer) doces e um bom banho de cachoeira. Mora numa casa feliz e bagunçada com o Jota e os dois filhos, Bento e Tito, a gata Abacaxi e a cadela Panqueca.

Quer receber dicas animais?

Melhores amigos sabem tudo um do outro :-) Inscreva-se e receba notícias, dicas e promoções. A gente adora contar novidades!

Selecione abaixo como quer compartilhar este conteúdo
Fechar Um e-mail foi enviado para você redefinir sua senha