PARA ANUNCIAR CLIQUE AQUI | GRÁTIS :: PETS E SERVIÇOS

Você sabe identificar os sintomas da desidratação em seu pet?

Autor: Nathalia Perone
Categorizados em: Adulto Alimentação Cachorros Dicas FIlhote Gatos Quer mais 1 Saúde Senior Tem pet
Você sabe identificar os sintomas da desidratação em seu pet?

A falta de água no corpo é um problema muito comum à saúde dos pets. Ela pode indicar que alguma coisa no estilo de vida ou na saúde do seu animal de estimação não vai bem. Muitas vezes, os sintomas da desidratação passam despercebidos. Você sabe como identificá-los? 

Qual o volume de água ideal?

Quando o bichinho consome menos água do que o necessário para o bom funcionamento de seu corpo, ele está desidratado. A água é uma substância tão importante na vida do animal, que compões cerca de 80% de seu corpo. 

De acordo com a pesquisa realizada pelo departamento de Zootecnia da Unesp (Universidade Estadual Paulista), o volume ideal de água que deve ser consumida por cães e gatos diariamente é de aproximadamente 30 mililitros  para cada quilo. Essa necessidade pode variar de acordo com a raça e porte físico do animal.

A  conta é simples vai te ajudar a controlar o volume de água que o mascote animal consome. Basta multiplicar o peso do pet por 30. Assim, você terá uma noção do volume de água que seu mascote deve consumir, em mililitro. Veja nosso exemplo: 

Peso-do-cachorro-11

O que causa desidratação? 

Não adianta apenas fornecer ao pet o volume de água ideal. É importante ficar de olho na saúde e rotina dele. A desidratação pode ocorrer por diversos fatores. Seja por doenças pré- existentes ou condições momentâneas do animal, é importante detectar a causa. Assim, é possível tratá-la a curto, médio e longo prazo e evitar novas ocorrências. Vejamos os principais motivos que causam desidratação:

EXCESSO DE EXERCÍCIOS FÍSICOS

Cães e gatos precisam exercitar-se com frequência para evitar problemas de saúde, melhorar o condicionamento físico e qualidade de vida. Pois, animais que possuem uma vida ativa tendem a ser menos agressivos e agitados. Porém, é importante que o bichinho beba água regularmente durante suas atividades e não fique desidratado.

DOENÇAS PRÉ-EXISTENTES

Algumas doenças como diabetes, disfunções renais, obesidade e outros podem deixar o animal desidratado. Por isso, é importante que as visitas no veterinário sejam regulares. E, caso o animal á tenha o diagnóstico, é necessário redobrar a atenção para seu bebedouro.

VÔMITOS E DIARRÉIAS

Nenhum pet está imune de viroses, intoxicação alimentar ou qualquer outro problema que cause vômitos e diarréia. E, nestas condições, o mais correto a se fazer é levá-lo ao veterinário. Provavelmente ele fará alguns exames e ficará sob observação médica até que não tenha mais riscos de desidratação ou outras consequências.

INSOLAÇÃO

O sol é muito importante para a saúde dos bichinhos. Ele repõe a vitamina D e recompõe as energias. Mas, tudo que há em excesso faz mal. Se o pet passar longas horas debaixo do sol quente pode perder líquido e ficar desidratado. Sempre que possível, opte por passear com o pet antes das 10h ou após as 16h. Pois, durante este intervalo o calor está mais intenso.

Sintomas da desidratação

Os principais sintomas de desidratação em cães e gatos são:

  • Boca seca
  • Perda de elasticidade da pele
  • Olhos secos
  • Olhos saltados
  • Perda de peso
  • Taquicardia
  • Apatia
  • Desânimo

A desidratação pode ser consequência de outros problemas de saúde como diabetes, vômito, diarréia e insolação. Então, se o  pet apresenta alguns dos sintomas, é importante investigar a causa do problema.

Tratamento

Caso o pet esteja desidratado, é importante tomar medidas mais emergenciais. A primeira delas é fazê-lo beber água. Além disso, o soro caseiro é um ótimo aliado para a hidratação do animal.

We-are-having-a-baby-girl-3-1

Lembre-se: a solução não substitui a orientação do veterinário. Caso o pet não beba o soro, esguiche com uma seringa em sua boca, na direção das bochecas para que o animal não engasgue.

É importante manter o check-up do animal de estimação sempre em dia. Pois, os sintomas de desidratação podem ser provenientes de outras doenças e deve ser investigada.

Fluidoterapia

A fluidoterapia é um tratamento emergencial que é realizado apenas sob a supervisão de um veterinário. O soro é aplicado na veia do animal e em casos raros debaixo da pele. Este tratamento fará com que o animal seja reidratado rapidamente. Assim, evita-se problemas mais graves. Em alguns casos, o veterinário pode recomendar o tratamento via oral, através de composições farmacêuticas.

Meu pet não bebe água, e agora?

Sem pânico! Veja algumas dicas da My Txai para reverter a situação: 

  • Verifique constantemente se a água da vasilha do animal está fresca. Saiba que os pets também gostam de beber água fresquinha.
  • Distribua vasilhas pela casa. Desta forma, ele terá inúmeras oportunidades de consumi-la com o decorrer do dia.
  • Coloque gelo na água. Desta forma, o pet vai se divertir tentando pegar o gelo e consequentemente vai beber bastante água. E lembre-se: algumas raças não se dão muito bem com temperaturas baixas. E, caso opte por este método, observe o tempo todo, para que ele não engasgue com o gelo.
  • Adquira um bebedouro automático. Se você não tem tempo de ficar em cima do pet para que ele beba água, esta é a melhor opção. Uma vez que o equipamento reabastece o recipiente várias vezes ao dia. E ainda existe a opção do bebedouro de água corrente. Uma ótima opção para a diversão principalmente dos gatos.

Já falamos sobre 10 alimentos que fazem bem aos animais. Leia nosso artigo. 

Cadastrando o seu e-mail na nossa newsletter você recebe conteúdos exclusivos.

 

 

— veja abaixo o resultado da busca ou refine sua pesquisa no painel esquerdo—

Filtrar
280 resultado(s)
48 resultado(s)

Qual dos FILTROS você quer usar?

Qual a faixa etária do pet?

Quer receber dicas animais?

Melhores amigos sabem tudo um do outro :-) Inscreva-se e receba notícias, dicas e promoções. A gente adora contar novidades!

Selecione abaixo como quer compartilhar este conteúdo
Fechar Um e-mail foi enviado para você redefinir sua senha