PARA ANUNCIAR CLIQUE AQUI | GRÁTIS :: PETS E SERVIÇOS

Piometra em cadelas: a doença que fará você castrar sua cachorrinha

Autor: Nathalia Perone
Categorizados em: Adulto Cachorros FIlhote Quer mais 1 Saúde Tem pet
Piometra em cadelas: a doença que fará você castrar sua cachorrinha

Durante o período de cio, a cadelinha fica mais susceptível à proliferação de bactérias em seu sistema reprodutor e pode desenvolver uma doença infecciosa chamada piometra. Apesar do nome pouco conhecido, é uma enfermidade muito comum entre as fêmeas e pode levar à uma série de complicações se não tratada. Por isso, nós vamos te ajudar a identificar, tratar e prevenir a piometra em cadelas.

O que é piometra?

A piometra é uma infecção que acontece no útero da cadela, pela proliferação de bactérias. O excesso de progesterona durante o período de cio, deixa o animal vulnerável à essa doença, pois, diminui o seu sistema imunológico. As bactérias que naturalmente ficam localizadas na vagina, movimentam-se em direção ao útero por meio do cérvix.

A principal bactéria causadora dessa doença é a E. coli, mas, ela pode ser causada por diversas outras. Apesar de muito mais frequente nas cadelas, as gatinhas também podem sofrer com essa enfermidade.

Piometra aberta

É chamada piometra aberta, quando a cadela expele, através do canal vaginal, fluído uterino ou até mesmo pus. Essas secreções podem causar mau cheiro, porém, torna a doença menos silenciosa e mais fácil de ser identificada.

Piometra fechada

Porém, quando não há dilatação do cérvix, não há secreção aparente. Esse quadro é chamado de piometra fechada. Nesse caso, a doença é mais silenciosa e, sua identificação depende do surgimento de outros sintomas, ou a detecção por intermédio de exames veterinários.

O uso de anticoncepcionais veterinários

O uso de anticoncepcionais veterinários a base de progesterona e outros medicamentos com efeitos abortivos podem propiciar o surgimento da piometra. Uma vez que, a administração desses fármacos aumenta os níveis do hormônio no organismo do animal, outra substância que diminui as suas defesas.

Sintomas

Dentre os principais sinais da piometra em cades, pode-se perceber um total desânimo da cadelinha, bem como febre, aumento do abdômen, dor local, falta de apetite, sede em excesso e aumento no volume da urina. No caso da piometra aberta, pode-se perceber secreção vaginal. Na maioria das vezes, os sintomas estão associados ao cio ou uso de medicamentos hormonais.

Insuficiência renal por piometra

A piometra pode levar o bichinho a um quadro de insuficiência renal aguda. Essa é a principal complicação que a enfermidade pode causar. Isso ocorre por que a doença leva ao mau funcionamento dos néfrons, os filtros localizados nos rins do animal. Em questão de algumas horas ou dias, pode comprometer cerca de 75% do funcionamento do órgão.

Tratamento da piometra canina

Não é possível fugir da cirurgia quando se trata de piometra. Porém existem duas opções de procedimentos, que será escolhido de acordo com a avaliação do estado de saúde do pet pelo veterinário e decisão do tutor. A primeira delas –e mais indicada por ser mais segura– consiste na remoção total do útero e dos ovários da cadela.

Entretanto, quando o tutor opta por manter a fertilidade do animal, é feita uma lavagem uterina e instala-se uma drenagem trans cervical. Entretanto, é importante frisar que não há garantias de que a cachorrinha manterá a capacidade engravidar, uma vez que se trata de uma infecção extremamente agressiva.

Em ambos os casos, é realizado também uma fluidoterapia, com a finalidade de reidratar o animal, acompanhada pela prescrição de antibióticos, analgésicos e, algumas vezes, tratamento hormonal.

Pós-operatório de piometra

Após a cirurgia, é muito importante que a cadelinha receba bastante atenção. Além dos cuidados com os pontos, é importante verificar com frequência seu comportamento para saber se ela não está sentindo dores, ou apresentando febre, por exemplo. Por se tratar de uma infecção bacteriana, todo cuidado é pouco.

A qualquer sinal de infecção, a cadelinha deve ser monitorada pelo veterinário, pois, quadros agudos de piometra podem levar a peritonite, uma grave inflamação das paredes abdominais, de origem infecciosa, que pode levar até mesmo ao óbito.

Piometra canina tem cura?

Sim! Apesar de se tratar de uma doença grave, a piometra em cadelas tem cura, se tratada com uma certa rapidez. Por isso, atente-se sempre para a saúde de seu pet, para prevenir a progressão não somente dessa doença, mas de várias outras que podem comprometer a saúde e bem estar do pet.

Por que castrar a cadela?

A castração não previne apenas a piometra, mas também diversas outras doenças do sistema reprodutor, inclusive o câncer de mama, útero e ovários.

Descubra todas as vantagens da castração, leia nosso artigo.

Quer receber dicas animais?

Melhores amigos sabem tudo um do outro :-) Inscreva-se e receba notícias, dicas e promoções. A gente adora contar novidades!

Selecione abaixo como quer compartilhar este conteúdo
Fechar Um e-mail foi enviado para você redefinir sua senha