PARA ANUNCIAR CLIQUE AQUI | GRÁTIS :: PETS E SERVIÇOS

PIF (Peritonite Infecciosa Felina): tudo o que você precisa saber

Autor: Larissa Bernardes
Categorizados em: Adulto FIlhote Gatos Quer mais 1 Saúde Senior Tem pet
PIF (Peritonite Infecciosa Felina): tudo o que você precisa saber

A Peritonite Infecciosa Felina, mais conhecida como PIF, é uma doença contagiosa muito comum nos gatos. Ela é causada pelo coronavírus felino e atinge uma membrana que reveste o interior da cavidade abdominal – o peritônio.

Se seu bichano começar a ter dificuldades respiratórias, espirrar, lacrimejar e apresentar diarreia, cuidado! Ele pode ter contraído a PIF.

O que é essa doença?

Como dito antes, a Peritonite Infecciosa Felina atinge o peritônio, mas não é uma inflamação específica desse órgão. Ela afeta os vasos sanguíneos localizados na região. Os sintomas que os gatos apresentam variam de acordo com quais vasos que foram afetados e os órgãos que estes alimentam.

Meu gatinho corre risco?

Gatos de todas as idades podem se infectar pelo vírus da PIF, no entanto, é mais comum que os bichanos com menos de 2 anos apresentem a doença. Gatos que já tenham contraído outras doenças que debilitam o sistema imunológico (como a Leucemia Viral Felina e a Imunodeficiência Viral Felina) também estão predispostos a contrair a PIF.

Mas acalme-se, apesar de bastante comum, não são todos os gatos que irão adquirir a doença.

Contágio

A transmissão da Peritonite Infecciosa Felina acontece através da ingestão do vírus que está presente nas fezes de gatos contaminados. Também é possível que ocorra a transmissão da mãe contaminada para os filhotes durante a gestação ou amamentação.

Locais com alta concentração de gatos – como gatis e abrigos – são mais propícios para a transmissão da doença. Caso esteja se perguntando se seres humanos também correm perigo, fique tranquilo, a doença atinge apenas os gatos.

Tratamento

Infelizmente essa doença não tem cura e o tratamento é paliativo, ou seja, a medicação é utilizada apenas para evitar outras infecções. A expectativa de vida de um gato que tenha contraído a PIF é baixa, varia de dias até alguns meses.

O acompanhamento com um veterinário é extremamente importante para atenuar o sofrimento do bichano e garantir que ele fique confortável durante esse difícil período.

Prevenção

Ofereça uma dieta saudável e balanceada para que o sistema imunológico de seu amigão esteja fortalecido. Além disso, mantenha a caixa de areia sempre limpa uma vez que a transmissão acontece pelas fezes.

Se já houve algum caso de PIF em sua casa, é recomendável que você aguarde um bom tempo antes de trazer um outro gato ao ambiente.

Já falamos aqui sobre a importância da taurina na alimentação dos gatos. Confira!

Quer receber dicas animais?

Melhores amigos sabem tudo um do outro :-) Inscreva-se e receba notícias, dicas e promoções. A gente adora contar novidades!

Selecione abaixo como quer compartilhar este conteúdo
Fechar Um e-mail foi enviado para você redefinir sua senha