PARA ANUNCIAR CLIQUE AQUI | GRÁTIS :: PETS E SERVIÇOS

Insuficiência renal em gatos: porque essa doença é tão comum entre os felinos?

Autor: Nathalia Perone
Categorizados em: Gatos Saúde
Insuficiência renal em gatos: porque essa doença é tão comum entre os felinos?

Já parou para reparar que os gatinhos amam beber água corrente? Não podem ver uma torneira aberta que já avançam.  Muitas vezes nos irritamos com as escaladas do felino até a pia da cozinha. Mas, saiba que por mais que pareça um hábito muito ruim, gatos têm insuficiência renal com bastante frequência. Por isso, enquanto o gatinho estiver bebendo bastante água incentive-o, para evitar problemas de saúde.

O que é a insuficiência renal em gatos?

A insuficiência renal, ou Doença Renal Crônica (DRC), é um quadro em que os rins do gato não funcionam corretamente. Dentro do órgão existem pequenos filtros chamados de néfrons. E, gradativamente, eles vão falhando até pararem de funcionar. Sendo assim, os rins passam a não filtrar as substâncias nocivas à saúde do gato.

Essa doença pode afetar gatos de todas as idades, mas, a partir dos dez anos, é mais comum que o gatinho desenvolva esse mal. Pois, de acordo com o Sistema de Gerenciamento de Clínica Veterinária (SISVET), 50% dos casos de DRC acontecem a partir dessa idade.

Além disso, outros fatores como a genética, uso de alguns medicamentos, doenças inflamatórias e baixo consumo de água podem aumentar as chances do animal ter insuficiência renal.

Sintomas

Em seus estágios iniciais, a insuficiência renal não apresenta sintomas físicos. E, por isso, é muito importante manter uma frequência de visitas ao veterinário. Já na fase intermediária, o gatinho pode ter desidratação, perda de apetite e peso, fezes com sangue, vômito, diarreia, mau hálito, estomatite e diminuição da urina. Quando a doença avança, os sinais clínicos se agravam.

Tratamento

A Insuficiência renal é uma doença que não tem cura, mas tem tratamento para amenizar os sintomas e as consequências do avanço dos estágios. A primeira fase da terapia é a hidratação do animal, através de fluídoterapia. Após, será inserida uma alimentação própria para gatos com problemas renais. Em casos mais graves, outras medidas serão recomendadas pelo veterinário.

Por tratar-se de uma doença grave, nenhum tratamento caseiro deve ser feito, principalmente sem a orientação do veterinário do felino. Mas, é importante incentivar o animal a beber água com frequência, pois, nesse caso, é o melhor remédio.

Prevenção

gato-água

Sempre preste atenção na quantidade de água que o felino bebe por dia. Se perceber o gatinho não está se hidratando, deve se preocupar. Espalhe potes de água por toda a casa e, se possível, invista em um bebedouro de água corrente. Pois, pode ser mais divertido e atrativo o momento do animal beber água.

Agora, se o seu gatinho não gosta de beber água e a e o bebedouro de torneira não chama atenção dele, tente colocar alguns cubos de gelo no pote de água. Pode ser uma ótima forma de entreter o gatinho e fazê-lo se hidratar. Mas, se optar por esse truque, fique sempre perto do gatinho, para evitar que ele engasgue.

Quanto de água um gato bebe por dia?

O ideal é que o gato beba cerca de 50ml de água para cada quilo, por dia. Isso significa que, um gatinho de 5kg, deve beber 250ml ao dia, enquanto um gatinho de 8k, deve consumir 400ml de água, por exemplo.

Quer saber como seu gatinho pode beber mais água? Leia nosso artigo!

Quer receber dicas animais?

Melhores amigos sabem tudo um do outro :-) Inscreva-se e receba notícias, dicas e promoções. A gente adora contar novidades!

Selecione abaixo como quer compartilhar este conteúdo
Fechar Um e-mail foi enviado para você redefinir sua senha