CLIQUE AQUI E ANUNCIE GRÁTIS :: PETS E SERVIÇOS

Giárdia em cães e gatos

Autor: Carolline Guarche
Categorizados em: Adulto Cachorros FIlhote Gatos Saúde Senior
Giárdia em cães e gatos

O QUE É GIARDIA?

A giárdia é um protozoário que causa a giardíase, zoonose transmissível para humanos. O protozoário entra no animal, se multiplica e transforma o intestino dele em lar. A giárdia gera inflamação e distúrbios no sistema digestivo.

Embora alguns casos sejam assintomáticos ou tenham sinais leves, o problema pode ser grave. A giardíase lesiona as células da parede intestinal e pode levar à morte por debilitar intensamente. Por isso, é extremamente importante tratar e tomar cuidado para não contagiar outros animais.

COMO IDENTIFICAR INDÍCIOS DE GIÁRDIA EM CÃES E GATOS

Uma das principais dificuldades em identificar a giardíase em cães e gatos é que ela se manifesta principalmente através da diarreia. Por isso, é comum que seja confundida com doenças de menor gravidade, o que contribui para a evolução do quadro.

COMO PEGAR GIÁRDIA

A giárdia é causada por um protozoário que entra no organismo do animal através da ingestão de algo contaminado. O pet ainda pode contrair a doença ao ingerir fezes infectadas. Beber água ou ingerir algo do solo contaminado, como grama, também facilita a entrada desse parasita.

De olho nos sintomas!

É importante ficar atento aos seguintes sintomas:

  • Diarreia
  • Fezes com sangue e/ou muco
  • Náusea
  • Vômito
  • Perda ou diminuição de apetite
  • Perda de peso
  • Apatia
  • Dores abdominais
  • Pelos Fracos
  • Desidratação
  • Gases

É importante saber também que em alguns pets a doença pode ser assintomática. Em outros, a manifestação pode ser leve.

Tem prevenção!

Pode ser um pouco difícil prevenir a giárdia em cães devido a sua capacidade de sobreviver no meio do ambiente até encontrar um hospedeiro. Por essa razão, é preciso muito esforço e cuidado.

  • Não deixe seu pet cheirar ou lamber as fezes de outros animais na rua;
  • Quando chegar em casa, lave bem as mãos
  • Mantenha o ambiente em que seus pets comem sempre limpos
  • Dê somente água filtrada para o pet
  • Durante o tratamento do pet com giárdia, lave bem o ambiente a fim de eliminar os cistos e evitar uma nova contaminação.
  • Faça visitas regulares ao veterinário.
  • Vacinação

Calma, tem tratamento:

Os tratamentos são feitos com antibiótico específicos. Além disso, é essencial fazer a higienização correta do ambiente e dos acessórios do bichinho contaminando.

Se o seu pet foi diagnosticado com a doença, realize o tratamento de forma correta para eliminar de vez o parasita. Higienize também toda a área, remova as fezes e materiais contaminados.

Diagnóstico:

Uma das principais formas de diagnosticar a giárdia é por meio do exame parasitológico de fezes. Normalmente, devem ser colhidas 3 amostras em dias alternados. Isso porque os protozoários não são eliminados de uma vez.

E aí, podemos contrair giardíase?

Sim! As pessoas podem contrair giárdia de diversas formas, sendo a mais comum a ingestão de água contaminada. A partir do contato com os pets, pode acontecer de a pessoa levar a mão à boca depois de recolher as fezes do pet ou mesmo de brincar com ele e acabar ingerindo um cisto do protozoário que tenha ficado no pelo.

Confira os veterinários na sua região

— veja abaixo o resultado da busca ou refine sua pesquisa no painel esquerdo—

Filtrar
263 resultado(s)
77 resultado(s)

Qual dos FILTROS você quer usar?

Qual a faixa etária do pet?

Quer receber dicas animais?

Melhores amigos sabem tudo um do outro :-) Inscreva-se e receba notícias, dicas e promoções. A gente adora contar novidades!

Selecione abaixo como quer compartilhar este conteúdo
Fechar Um e-mail foi enviado para você redefinir sua senha