PARA ANUNCIAR CLIQUE AQUI | GRÁTIS :: PETS E SERVIÇOS

Gato com febre? Pode ser um sinal!

Autor: Carolline Guarche
Categorizados em: Gatos Saúde Tem pet
Gato com febre? Pode ser um sinal!

A febre é um sinal de que o animal está sofrendo algum tipo de doença ou problema de saúde, por isso identificá-la o quanto antes é fundamental para detectar o foco e iniciar o melhor tratamento!

Gato tem febre?

Sim! A temperatura dos gatos pode chegar até 39,5 graus sem ser considerada febre. Por isso, muitas vezes, quando se encosta no gato, se tem a falsa impressão de hipertermia.

A melhor maneira de mensurar a temperatura dos felinos é por via retal.

Sintomas:

  • Nariz seco: este fato é apenas um sinal de algo errado. Não pode ser conclusivo e nem definitivo. Assim como os cachorros, os gatos costuma ter o nariz úmido a todo o momento, quando desenvolvem um quadro de febre, costuma secar.
  • Perda de apetite: O mal estar faz com que o gato não queira comer como normalmente.
  • Diminuição do consumo da água: Os felinos não costuma beber grandes quantidades de água, mas a redução do consumo pode gerar graves consequências.
  • Falta de Energia: os gatos são animais muito enérgicos, vê-los sem vontade de  brincar, correr ou saltar é um indício de que algo está errado. Mas, se o seu felino for mais calmo, mostrar-se inquieto e angustiado pode ser um sinal.
  • Falta de higiene: esses bichinhos são bastante limpos, por isso, descuidar-se da sua higiene não é próprio deles e indica-nos que a sua saúde não está em perfeitas condições.
  • Em casos mais graves, o pet pode sofrer de calafrios, tremores ou até uma respiração acelerada.

Causas:

A febre é um aumento na temperatura corporal como resposta do sistema imunológico para algo que está pondo em risco a saúde do animal. Infelizmente, a febre alta pode causar danos aos órgãos, especialmente ao cérebro. Mas nem todos os problemas de saúde a provocam. As principais doenças que causam febre são:

  • Tumores: costumam afetar os gatos mais idosos que os jovens.
  • Doenças virais ou bacterianas: como a cinomose ou a leucemia
  • Infecções virais, bacterianas ou fúngicas de caráter mais leve
  • Gripe e resfriado
  • Pancreatite
  • Lúpus
  • Ingestão de medicamento com efeito secundário

Embora estes sejam os mais comuns, tenha em mente que esse não é o único sintoma. É fundamental prestar atenção no comportamento do seu gatinho.

Como saber se o gato está com febre?

A temperatura normal do gato oscila entre 38 e 39 graus, em gatos adultos. E 39,5 graus em filhotes. Se o seu felino supera estes valores, considere a febre e leve-o o quanto antes ao veterinário.

Como medir a temperatura:

Se observar que o felino apresenta algum ou todos os sintomas anteriores, chegou a hora de medir a temperatura corporal que realmente tem febre.

  • Termômetro digital retal que poderá comprar em qualquer clínica veterinária.
  • Vaselina
  • Um pano ou toalha limpa.

PASSO A PASSO:

  • Limpe bem o termômetro e cubra a ponta com um pouco de vaselina
  • Se puder, peça ajuda de outra pessoa, para agarrá-lo pela zona das patas de trás.
  • Levante com cuidado a cauda do felino e introduza a ponta do termômetro no reto.
  • Assim que aparecer a temperatura indicada, retire o termômetro. Não esqueça de premiá-lo pelo bom comportamento.

Febre em gatos: tratamento e cuidados

Tratamento:

O melhor tratamento é a prevenção! Para prevenir o aparecimento de doenças, infecções e outros problemas de saúde, é imprescindível a vacinação em dia. Além disso, realizar consultas de rotina no veterinário e proporcionar ao gato todos os cuidados básicos que precisa.

Monitore a febre para que ela não continue subindo. Meça-a a cada 2 ou 3 horas e observe se o quadro de sintomas se desenvolve.

Sintomas como dificuldade respiratória, alterações visíveis da cor da íris e da língua se manifestarem, ou se a febre não diminuir em até 24 horas ou aumentar para 41 graus ou mais, você deve ir imediatamente ao veterinário.

Não dê medicamentos usados para tratamento humano. Eles são altamente tóxicos para os gatos.

Cuidados:

O tratamento para a febre em gatos está diretamente relacionado com a causa que a provoca. Mas, em casos mais leves, como um resfriado comum, poderá tomar algumas medidas para reduzir a febre do seu felino.

Hidratação:

Como um dos sintomas da febre é a diminuição da água, a primeira coisa que deve fazer é hidratar. A água deve estar fresca. Não force com seringas, pois pode acabar em suas vias respiratórias ou pulmões, agravando a situação.

Alimentação:

Para evitar a desnutrição, você deve incentivar o seu felino a comer proporcionando-lhe comida que cubra as suas necessidades nutricionais. Opte por uma dieta úmida e, aos poucos, volte a ração comum. Se a febre vier acompanhada de vômitos ou diarreia, o melhor será consultar o veterinário.

Locais apropriados:

Procure um local em sua casa livre de umidade e calor para colocar a cama do seu gatinho. O felino deve sentir-se o mais confortável possível para favorecer a sua recuperação.

Compressas:

As compressas úmidas são grandes aliadas para reduzir a febre do seu felino. Umedeça um pano em água fria, coloque-a sobre a testa do animal e deixe-a atuar durante alguns minutos. Depois retire-as e aplique-as sobre as suas patas e zonas do abdômen e virilha. Seque bem as zonas úmidas e repita este processo duas vezes por dia.

Caso passe 48h e a febre não tenha baixado, vá ao veterinário rapidamente.

Conheça o primeiro hospital veterinário especializado em gatos

— veja abaixo o resultado da busca ou refine sua pesquisa no painel esquerdo—

Filtrar
280 resultado(s)
85 resultado(s)

Qual dos FILTROS você quer usar?

Qual a faixa etária do pet?

Quer receber dicas animais?

Melhores amigos sabem tudo um do outro :-) Inscreva-se e receba notícias, dicas e promoções. A gente adora contar novidades!

Selecione abaixo como quer compartilhar este conteúdo
Fechar Um e-mail foi enviado para você redefinir sua senha