PARA ANUNCIAR CLIQUE AQUI | GRÁTIS :: PETS E SERVIÇOS

Displasia em cachorro: fique de olho nos passos do amigão

Autor: Nathalia Perone
Categorizados em: Adulto Cachorros FIlhote Quer mais 1 Saúde Senior Tem pet
Displasia em cachorro: fique de olho nos passos do amigão

A displasia é uma doença progressiva, que causa muita dor e dificuldades na locomoção do animal. É muito comum entre gatos e cachorros, principalmente com as raças de grande porte. Mas, veja só: se tratada direitinho, a displasia pode ser levada numa boa.

O que é a tal da displasia em cachorro?

A displasia é uma má formação das articulações do animal. Pode causar muita dor e diminuir a mobilidade do animal. Os casos mais comuns de displasia são a coxofemoral e a de quadril.

Esta doença é genética, e possui gene recessivo. Ou seja, para que o animal seja portador da doença, é necessário que o pai e a mãe do animal tenham a doença.

A displasia é degenerativa, ou seja, vai piorando com o passar do tempo.

Displasia de quadril em cachorro

Neste caso, os ossos não se distribuem da forma correta no quadril. E podem ficar mais pra um lado que do outro. O cachorro pode sentir dor e ter dificuldades para andar.

cachorro-são-bernardo-displasia-quadril-ilustração

Displasia coxofemoral em cachorro

A displasia coxofemoral, como o próprio nome já diz, ocorre na coxa do animal, bem onde fica o fêmur. Da mesma forma que o quadril, a displasia coxofemoral pode causar dor e também dificuldades de locomoção.

cachorro-são-bernardo-displasia-coxofemoral-ilustração

Está na hora de identificar os sintomas de displasia!

Os principais sintomas da displasia são:

  • Diminuição dos movimentos de quadril e pernas;
  • Inchaço e aumento dos músculos;
  • Arrastar-se para andar;
  • Estalos nas articulações;
  • Medo de correr ou saltar;

Boa notícia: tem tratamento para displasia em cachorro

Você pode aliviar a dor do animal através de massagens locais e alongamento. Além disso, a fisioterapia é um tratamento com bons resultados para displasia.

Vai uma massagem aí?

Você pode massagear a área afetada com delicadeza. Não massageie a coluna do animal, apenas as áreas ao redor. Isso fará com que a dor seja aliviada. Mas lembre-se: sempre em movimentos circulares para não puxar os pelos do animal.

Um bom alongamento para começar o dia bem

Por causa da dor, o animal pode não movimentar-se o suficiente. Por isso, o alongamento é essencial para que a musculatura não atrofie.

Se animal não for tão agitado, você pode deitá-lo com as patas para cima e realizar movimentos circulares com elas. Seja calmo e delicado, se perceber que o animal está reclamando, pare imediatamente. A intenção é fazê-lo sentir menos dor e não o contrário.

Incentive-o a fazer caminhadas curtas e lentas, desta forma, os músculos também serão alongados.

E aí? Já ligou pra marcar fisio?

Ajuda profissional é sempre muito bem-vinda. A fisioterapia é um tratamento progressivo, ou seja, tem o objetivo de fazer pequenas melhoras no quadro do animal.

O profissional irá fazer uma série de exercícios com ou sem aparelhos. O tratamento melhora os movimentos do animal, diminui a progressão da doença e as dores. Em alguns casos, é indicado hidroterapia, que nada mais é do que fisioterapia na água.  

A pergunta que não quer calar: displasia em cachorro tem cura?

A displasia não tem cura, mas sim tratamento para diminuir a progressão do problema. A fisioterapia traz ótimo resultado, mas dificilmente trará cura total. Por ser uma doença degenerativa, alguns casos são reversíveis apenas com cirurgia.  

Já falamos sobre cuidados com cães idosos. Leia nosso artigo

Siga a My Txai nas redes sociais: Facebook, Instagram e Pinterest. 

Quer receber dicas animais?

Melhores amigos sabem tudo um do outro :-) Inscreva-se e receba notícias, dicas e promoções. A gente adora contar novidades!

Selecione abaixo como quer compartilhar este conteúdo
Fechar Um e-mail foi enviado para você redefinir sua senha