PARA ANUNCIAR CLIQUE AQUI | GRÁTIS :: PETS E SERVIÇOS

Dirofilariose: conheça a doença da praia

Autor: Paula Semer
Categorizados em: Adulto Cachorros Dicas FIlhote Gatos Quer mais 1 Saúde Senior Tem pet
Dirofilariose: conheça a doença da praia

Seu pet vai à praia? Fique esperto com a Dirofilariose ou Doença do verme do coração

A dirofilariose volta a preocupar tutores e veterinários. Há algumas décadas, não era raro encontrar animais de estimação infectados pelo parasita Dirofilaria immitis. É ele a causa da dirofilariose, também conhecida como doença do verme do coração. Essa doença grave pode provocar insuficiência cardíaca e pulmonar, reduzindo sua expectativa de vida.

Com o uso de medicação preventiva para combater a larva do verme, a prevalência da doença em cães e gatos foi diminuindo. Hoje, no entanto, uma nova onda de diagnósticos preocupa os especialistas. Campanhas da Sociedade Brasileira de Cardiologia Veterinária alertam para o retorno do problema, que vem se espalhando de forma silenciosa. Os cachorros são o principal alvo, embora os gatos também não estejam imunes.

Os mosquitos transmissores da dirofilariose vivem em rios, lagos e áreas próximas a mananciais. Não à toa, as regiões litorâneas são as de maior risco. Isso não elimina a presença da doença nas grandes metrópoles. Primeiramente, a larva se desenvolve no inseto. Depois de inoculada no peludo, penetra nos vasos sanguíneos e se aloja no lado direito do coração. Os vermes adultos podem justamente obstruir vasos que ligam o coração aos pulmões, daí o risco para a saúde do animal.

Sintomas:

Alguns pets infectados apresentam tosse, apatia, perda de peso e cansaço constante. Só que nem sempre há a presença de sintomas. Existem medicamentos preventivos, que devem ser usados mensalmente ao longo do ano. Mas vale ressaltar que eles não combatem os vermes adultos. Na verdade, quando o caso já está avançado, é difícil controlar a doença. Por isso é importante realizar um exame de sangue para diagnosticá-la o quanto antes. O diagnóstico pode ser confirmado com a análise do histórico do pet, além de exames como radiografia e ultrassom do tórax.

Conte sempre com a orientação do veterinário para proteger o seu companheiro de quatro patas e não deixe de manter a vermifugação em dia, especialmente se você tem o hábito de leva-lo à praia.

Veja a campanha de prevenção da dirofilariose:

Está procurando um hospital veterinário? Confira nossa lista! 

Dirofilariose: conheça a doença da praia
autor

Paula Semer

Paula Semer é jornalista, está em São Paulo, escreve livros para crianças e dá aulas de yoga. Depois de anos sem pensar em cachorro, acaba de se apaixonar perdidamente por um novo filhote!

Quer receber dicas animais?

Melhores amigos sabem tudo um do outro :-) Inscreva-se e receba notícias, dicas e promoções. A gente adora contar novidades!

Selecione abaixo como quer compartilhar este conteúdo
Fechar Um e-mail foi enviado para você redefinir sua senha