PARA ANUNCIAR CLIQUE AQUI | GRÁTIS :: PETS E SERVIÇOS

Diabetes em gatos e cachorros: tudo o que você precisa saber

Autor: Carolline Guarche
Categorizados em: Adulto Cachorros FIlhote Gatos Quer mais 1 Saúde Senior Tem pet
Diabetes em gatos e cachorros: tudo o que você precisa saber

A Diabetes mellitus é causada pela quantidade insuficiente da produção de insulina, responsável pela redução da glicemia. Essa é uma doença comum entre cães e gatos.

Sintomas:

Os pets com diabetes têm mais sede e com isso urinam com frequência. Em alguns animais o apetite é maior, porém há casos com uma perda de peso. A cegueira devido a catarata pode ser a primeira indicação de que existe um problema.

Se nåo forem tratados, os cåes e gatos diabéticos poderåo apresentar outras complicações.

Diagnóstico:

A diabetes é diagnosticada com base em sinais clínicos, testes de sangue demonstram a taxa de glicose alta. Pelo fato de existirem complicações, em alguns casos devido outras doenças presentes, são recomendados: hemograma completo, exame bioquímico e exame de urina.

Tem cura?

Não, mas é possível controlar. Tratamentos diárias feitos regularmente, dentre eles estão a alimentação adequada com ração própria para diabetes. Além, disso, também são indicados atividade física e aplicação diária de insulina. Normalmente as fêmeas são castradas para que os hormônios não atrapalhem a ação da insulina injetada.

Em cães:

Existem vários fatores que contribuem para o desenvolvimento da diabetes em cães, pode ser fator genético ou quando o sistema imunológico do cão trabalha contra o pâncreas.

Cães de qualquer idade podem desenvolver a doença, mas a maioria tem entre 7 e 9 anos, as fêmeas estão em um grupo de maior risco.

Em gatos:

A diabetes felina está associada a gatos idosos ou acima do peso, mas está cada vez mais presente nos animais mais jovens. Assim como os humanos a diabete felina está relacionada à má alimentação, uma pré-disposição do organismo, obesidade e sedentarismo. Descobrir se o gato está doente não é uma tarefa fácil, pois gatos tem instintos e não mostram facilmente dor ou doenças. Para evitar descobrir muito tarde, tenha sempre muito cuidado com a nutrição, peso e visitas regulares ao veterinário.

Já falamos aqui sobre as doenças comuns mais perigosas para os pets. Confira!

Quer receber dicas animais?

Melhores amigos sabem tudo um do outro :-) Inscreva-se e receba notícias, dicas e promoções. A gente adora contar novidades!

Selecione abaixo como quer compartilhar este conteúdo
Fechar Um e-mail foi enviado para você redefinir sua senha