CLIQUE AQUI E ANUNCIE GRÁTIS :: PETS E SERVIÇOS

Dermatofitose: o que é e como tratar

Autor: Nathalia Perone
Categorizados em: Adulto Cachorros FIlhote Gatos Quer mais 1 Saúde Senior Tem pet
Dermatofitose: o que é e como tratar

Micose de pele conhecida popularmente por “tinha” ou “tinea”, a dermatofitose é muito comum nas épocas de calor. Ela é ocasionada por fungos que são adeptos a proliferação em ambientes quentes e úmidos.

Existem três variações do fungo que causam a dermatofitose, e a mais  comum em gatos e cachorros é o Microsporum Canis.

Como pega dermatofitose?

Além do ambiente úmido e quente, alguns outros fatores podem aumentar as chances do animal contrair a dermatofitose. Entre eles, estão:

  • Estresse;
  • Falta de higiene;
  • Contato com areia, grama, terra ou outros locais infectados;
  • Sistema imunológico enfraquecido.

Dermatofitose em cães

A dermatofitose ocorre mais em gatos que em cachorros. Apesar disso, os peludos sofrem. E, diferente dos gatos, a higiene dos cãezinhos deve ser monitorada de perto. No verão, os banhos devem ser mais constantes. E, os pelos NUNCA devem ficar úmidos: seque-os com o secador, mesmo se estiver um calorão.

SINTOMAS DA DERMATOFITOSE EM CACHORROS

Os sintomas, nos cachorros, são grandes lesões circulares, principalmente na cabeça e pernas dianteiras, além de queda excessiva de pelos. Mas não causam coceiras.

Dermatofitose em gatos

Quanto mais longo o pelo, maior a chance do gato contrair a doença. Isto ocorre porque quanto mais comprida a pelagem, mais difícil remover os fungos durante a higiene diária do próprio animal. Isso permite que os fungos se desenvolvam com mais facilidade.

SINTOMAS DA DERMATOFITOSE EM GATOS

O sintoma de dermatofitose nos gatos é uma inflamação forte na pele do animal, queda excessiva de pêlos, coceira e irritação cutânea. É curioso, mas uma mesma doença se manifesta de maneira diferente em cães e gatos.

Diagnóstico: exames específicos 

Ao detectar os sintomas, o animal precisa ser submetido a uma série de exames para identificar qual o fungo a ser tratado. Para isso, será feito a cultura do tecido infectado e biópsia. Isso evita que o bichinho tome remédios que podem não fazer efeito.

Tratamento da dermatofitose: o fungicida certo

O tratamento dura em torno de um a dois meses e é feito através de fungicidas. Nos casos mais leves, é feito de forma tópica, através de banhos e aplicações nos locais das feridas. Em casos mais graves, é feito de forma oral, através de comprimidos que atuam principalmente no sistema imunológico do animal.

Prevenção da dermatofitose: tem vacina!

A dermatofitose pode e deve ser prevenida. A vacinação é o principal meio de prevenção da doença. Como ela não faz parte das relação de vacinas obrigatórias, você deve falar com o veterinário de sua confiança sobre a prescrição.

Já falamos sobre fungos. Leia nosso artigo!

Cadastrando o seu e-mail na nossa newsletter você recebe conteúdos exclusivos.

Dermatofitose: o que é e como tratar
autor

Nathalia Perone

Estudante de jornalismo, apaixonada por animais. Nick é o nome do novo membro da família: um poodle branco que é só amor. Em seu tempo livre, adora parques, uma boa conversa entre amigos e cantar no chuveiro.

— veja abaixo o resultado da busca ou refine sua pesquisa no painel esquerdo—

Filtrar
251 resultado(s)
34 resultado(s)

Qual dos FILTROS você quer usar?

Qual a faixa etária do pet?

Quer receber dicas animais?

Melhores amigos sabem tudo um do outro :-) Inscreva-se e receba notícias, dicas e promoções. A gente adora contar novidades!

Selecione abaixo como quer compartilhar este conteúdo
Fechar Um e-mail foi enviado para você redefinir sua senha