PARA ANUNCIAR CLIQUE AQUI | GRÁTIS :: PETS E SERVIÇOS

Cães braquicefálicos: cuidado com o focinho achatado!

Autor: Carolline Guarche
Categorizados em: Adulto Cachorros FIlhote Saúde Senior
Cães braquicefálicos: cuidado com o focinho achatado!

As raças braquicefálicas foram desenvolvidas, ou seja, os criadores queria uma raça com um padrão que não existia. Com maxilar proporcional ao corpo. Infelizmente esse processo desenvolveu diversos problemas. Mas, fique calmo! Iremos te ajudar a cuidar do seu cãozinho!

O que é cão braquicefálicos:

Cães braquicefálicos têm maxilar inferior menor que o normal, ou seja, não proporcional ao seu tamanho corporal, e o maxilar superior recuado. Essas características têm várias consequências. Além de doenças respiratórias, eles também podem ter problemas oculares e dentários.

As raças braquicefálicos mais conhecidas:

PROBLEMAS DE SAÚDE:

Respiração:

Raças braquicefálicas são caracterizadas por uma síndrome respiratória específica. Muitos deles não sofrem com essa síndrome, mas, é importante saber sobre, pois seu cão pode possuí-la.  Uma delas é a estenose das narinas, um nome bonito para narinas estreitas. Os animais braquicefálicos podem ter abertura nasal muito pequena para respirar. Se for um caso grave, a correção cirúrgica é possível.

Palato alongado:

O palato mole segura a passagem nasal da cavidade oral, e nos cães braquicefálicos, o patelo fica solto até a garganta, criando sons de ronco. Latir em excesso ou ofegar podem causar inchaço da garganta, que, por sua vez, pode causar problemas.

Hipoplasia traqueal:

A traquéia do cão braquicefálico pode ser estreita em alguns pontos. Essa condição resulta em problemas com anestesias e deve ser descartada por radiografias peitorais antes de qualquer procedimento cirúrgico. Sempre que seu cão tiver que passar por uma cirurgia, como a castração, por exemplo, a anestesia recomendada é a inalatória pois pode ser interrompida a qualquer momento, diminuindo os riscos.

Estresse por calor:

Como esses cachorrinhos não conseguem respirar direito, eles podem sofrer ataques durante o clima mais quente.

É importante ficar atento ao peso do animal e nem com muito calor.

Fique atento ao ronco do cachorrinho, assim poderá saber quando algo ficar fora do normal.

Problemas oculares:

Como a maior parte dos ossos nasais são compactados, os cães braquicefálicos tendem a ter problemas com o modo em que seus olhos estão localizados.

Como a órbita ocular é pequena, qualquer batida pode machucar os olhinhos, inclusive fazer com que eles saiam, precisando de cirurgia.

Isso também pode acontecer com puxões da coleira, por isso, utilize a de peitoral.

Alguns cães possuem os olhos muito grandes, e as pálpebras não se fecham totalmente, causando irritação.  Como os olhinhos podem ficar secos, é importante procurar um veterinário para um correção cirúrgica. Mas, caso opte por não realiza-la, fique sempre atento quando o pet estiver dormindo ou quando não piscar.

Além disso, problemas na pálpebras são comuns nessas raças. Em alguns cães, o formato das pálpebras prejudica o escoamento da lágrimas, que podem acumular.

Alguns problemas podem ser mais graves, as pálpebras podem enrolar para dentro, de modo que elas acabam se esfregando nos olhos, podendo provocar ulcerações. Esse problema pode precisar de cirurgia. Irritação crônica aparecem em forma de uma área pigmentada na superfície do olho, especialmente no lado perto do focinho.

Predisposição à problemas respiratórios:

Como esses cães foram desenvolvidos para ter o maxilar proporcional ao corpo, eles podem ter predisposição à problemas respiratórios. Nem todos os cães braquicefálicos possuem anormalidade, e alguns não têm nenhum problema respiratório mas é importante saber todas elas:

Síndrome braquicefálica:

Essa síndrome é  relacionada com toda a  estrutura respiratória, o que dificulta a respiração, causando os sons.

Estenose das narinas:

A Estenose das narinas é o nariz estreito, ou seja, dificultando a passagem do ar. Existem casos mais graves que precisam de cirurgia.

Atenção as atividades físicas!

As atividades físicas são essenciais para qualquer animal, mas, a braquicefalia requer uma maior atenção.

  • Evite horários de pico
  • Evite aumentar o ritmo da passada
  • Leve uma garrafa de água portátil para hidratação
  • Respeite a diminuição da velocidade
  • Leve gelo em formato de gel para aliviar a temperatura corporal.

Cuidados especiais para cachorros braquicefálicos:

Poucas pessoas sabem, mas a pressurização do avião provoca dificuldade de respirar nesses cães. Por isso, não é recomendado levar o cãozinho na parte especial do avião para animais. Hoje, algumas companhias aéreas permitem, com laudo médico, que os cães possam ir junto aos tutores. Mas, se possível, evite as viagens.

Não deixe o pet muito tempo no sol. A temperatura corporal sobe demais, causando complicações maiores, além de deixar o cão ofegante.

Tenha em mente que este cão é frágil, por isso, leve-o constantemente ao veterinário e tenha paciência redobrada.

Já falamos sobre os uivos dos cães, Confira!

Quer receber dicas animais?

Melhores amigos sabem tudo um do outro :-) Inscreva-se e receba notícias, dicas e promoções. A gente adora contar novidades!

Selecione abaixo como quer compartilhar este conteúdo
Fechar Um e-mail foi enviado para você redefinir sua senha