CLIQUE AQUI E ANUNCIE GRÁTIS :: PETS E SERVIÇOS

Ar seco: Cuidados com os pets

Autor: Carolline Guarche
Categorizados em: Adulto Cachorros FIlhote Gatos Quer mais 1 Saúde Senior Tem pet
Ar seco: Cuidados com os pets

Com o Ar seco, os cães e gatos podem enfrentar alguns problema como problemas respiratórios e de conjuntivite.  Seja no inverno, com dias mais frios, ou no verão, em dias muito quentes, a umidade relativa do ar em ambientes fechados normalmente cai. Isto é especialmente verdadeiro quando você tem aquecimento a gás  ou usa ar condicionado com muita frequência.

Os cachorros com o focinho achatado ou braquicefálicos, que já apresentam dificuldade para respirar, acabam tendo o problema agravado, assim como os filhotes em geral.

Alterações

A baixa umidade relativa do ar fará com que as membranas mucosas do trato respiratório sequem. Isso predispõe cães e gatos aos problemas das vias respiratórias superiores, geralmente tosse. Se expostos à doença respiratórias contagiosas, como a traqueobronquite, um cão ou gato estarão muito mais propensos a desenvolver uma tosse. Para evitar o problema, monitore a umidade relativa do ar na casa. Se estiver baixa, use um umidificador ou potes de água espalhados pela casa para aumentar a umidade relativa a um nível saudável. Igualmente importante, a vacinação contra a traqueobronquite, pois é uma doença que pode estar dormente no seu bichinho de estimação e ser ativada num momento de baixa imunidade. 

Problemas  

Coceira nos olhos, boca seca, dificuldade para respirar, desidratação, etc.

Conjuntivite:

Com o ar mais seco os olhos dos animais podem ficar mais vermelhos, com lacrimejamento e coceira.

Mas os pets braquicefálicos tendem a ter mais incidência de conjuntivite. Para aliviar pode ser feita a limpeza dos olhos com solução fisiológica.

Problemas de pele:

A baixa umidade relativa pode secar a pele dos bichinhos de estimação. Monitore cães e gatos para a pele seca, coceira e escamosa. Certifique-se que pulgas não são o problema, pois estes parasitas traquinas irão proliferar dentro de casa durante os meses mais secos.  

Problemas respiratórios:

Alguns animais podem ficar mais ofegantes e sofrer de crise respiratória nos dias secos. Mas o ideal é evitar caminhadas longas e brincadeiras muito ativas nesses dias.

Os animais de focinho curto tem dificuldade de respiração e maior predisposição para esses problemas e, assim como os filhotes, podem ter aumento de secreção nasal e até contrair gripe.

Dicas:

  • Fique atento se o pet está comendo bem e se continua ativo e brincando
  • Leve recipientes de água para os passeios. Em casa, troque a água várias vezes ao dia
  • Deixe toalhas molhadas ou bacias com água próximas aos locais de descanso. Umidificadores de ar também são recomendados
  • Diminua quantidade de exercícios e passeios, principalmente entre 10h e 16h
  • Faça hidratação com produtos específicos para animais
  • A inalação umidifica as vias aéreas e facilita a respiração. Ela deve ser feita somente com soro fisiológico para animais com problemas respiratórios durante os dias de tempo seco
  • Limpe os olhos do animal com solução fisiológica, passando o algodão delicadamente
  • Mantenha a vacinação contra a gripe em dia, assim como todas as outras
  • Fique atento a qualquer sinal de tosse, secreção nasal e ocular e dificuldade respiratória grave
  • Leve o pet para um check-up e diagnóstico precoce de alterações respiratórias

já pensou em ter um plano de saúde para o seu pet? Confira nosso artigo! 

Cadastrando o seu E-mail na nossa newsletter você recebe conteúdos exclusivos!

— veja abaixo o resultado da busca ou refine sua pesquisa no painel esquerdo—

Filtrar
271 resultado(s)
81 resultado(s)

Qual dos FILTROS você quer usar?

Qual a faixa etária do pet?

Quer receber dicas animais?

Melhores amigos sabem tudo um do outro :-) Inscreva-se e receba notícias, dicas e promoções. A gente adora contar novidades!

Selecione abaixo como quer compartilhar este conteúdo
Fechar Um e-mail foi enviado para você redefinir sua senha