PARA ANUNCIAR CLIQUE AQUI | GRÁTIS :: PETS E SERVIÇOS

Você sabe como cuidar de um filhote de cachorro?

Autor: Nathalia Perone
Categorizados em: Alimentação Cachorros Comportamento Dicas FIlhote Lifestyle Não tem pet Quer mais 1 Saúde Tem pet
Você sabe como cuidar de um filhote de cachorro?

A chegada de um filhotinho na família é um momento de muita alegria. Não tem como ficar triste na presença desses fofuchos. Além de carinho e amor ilimitado,  é importante saber como cuidar de um filhote de cachorro. Por este motivo, nós te ajudaremos nesta missão!

Preparando o ambiente

Sua casa está preparada para o bem estar do cachorrinho? Desde o primeiro dia da chegada do animal, é importante que ele conviva em um ambiente seguro. Pois, se tem uma coisa que sabemos, é o quanto um filhote pode ser curioso e agitado.

Por isso, assegure-se que não há objetos pontiagudos ou cortantes ao alcance dele. Observe se há possibilidade de ele escalar os móveis de alguma maneira, pois, diferente dos gatinhos, os cachorros não estão preparados para saltos. Ainda mais quando filhotes!

Evite deixar vasos de plantas acessíveis. Além de ser um prato cheio para a bagunça, algumas espécies podem fazer mal para ele, caso sejam consumidas.

O CANTINHO DELE

Não se esqueça de preparar a caminha, o comedouro e um local para as necessidades fisiológicas. É possível encontrar tapetes higiênicos super práticos. Eles são feitos do material de fralda e absorvem todo o xixi. No final do dia, basta descartar o tapete sujo e colocar um novinho no lugar. Prático, não é mesmo?

Alimentação

Em cada fase da vida do filhote precisa de um cuidado específico para a alimentação. Todas estas  etapas contribuem para fortalecer a imunidade do animal.

LEITE

Geralmente quando adotamos um cachorrinho, ele já passou da fase do aleitamento materno. Mas, em alguns casos, este período não é respeitado e eles são separados da mãe cedo demais.

O ideal para a saúde do animal é garantir que suas necessidades sejam supridas através do leite da mãe, ou então o substituto artificial deste alimento, durante suas 6 primeiras semanas de vida.

E lembre-se: sempre que a mãe tiver condições de amamentar o filhote não a  impeça.

DESMAME

Após as 6 primeiras semanas, é importante que seja introduzido a alimentação sólida aos poucos. Opte pela ração para filhotes.

É possível encontrar rações próprias para esta fase. Elas são comercializadas em pó. Basta acrescentar a quantidade indicada de água morna e servir ao filhote.

Se preferir, acrescente um pouco de água morna para que ela fique mais molinha e fácil de ingerir.

RAÇÃO

A partir da oitava semana, não é mais necessário que o filhotinho alimente-se de leite. Sua alimentação passa a ser integralmente composta por ração.

Durante a escolha do alimento procure saber qual a composição. Rações que contenham carne mecanicamente separadas, corantes ou BHA e BHT (substâncias derivadas do petróleo que podem causar câncer ou infecções sistêmicas) devem ser evitadas.

Não se esqueça da água!

Higiene

É muito importante esperar o desmame para dar o primeiro banho no filhote. Pois, se o fizer antes disso, a mãe pode não reconhecer o cheiro dele e rejeita-lo. Isso mesmo! Por isso, em hipótese alguma faça isso antes do tempo.

A mãe naturalmente já faz a higiene do filhote lambendo-os. E, caso ele tenha sido separado da mãe cedo demais, o ideal é umedecer um algodão em água morna e assim limpá-lo. Pois o animalzinho é muito frágil neste primeiro mês de vida. Submetê-lo ao procedimento pode ser muito arriscado.

Saúde  

Fique atento aos sinais de saúde do animal. É extremamente importante que as visitas ao veterinário sejam frequentes. O ideal é que até o sexto mês o filhote seja levado ao veterinário mensalmente. A partir do sétimo mês, a periodicidade pode ser semestral.

VERMÍFUGO

Prevenir é remediar! Verminoses são muito comuns nos cachorros. E, elas podem causar danos na saúde do animal, como desidratação severa e anemia. Desta maneira, o mais adequado é dar ao cãozinho a primeira dose do vermífugo entre os primeiros 15 à 30 dias de idade. O reforço deve ser feito de 4 em 4 meses.

VACINAS

Até aproximadamente o quinto mês, o filhote deve tomar as principais vacinas. Pois, é nesta fase que o sistema imunológico fortifica-se para combater doenças tenebrosas como a cinomose, parvovirose, hepatite e raiva. Veja as principais vacinas e suas respectivas fases para que você consiga se organizar e garantir que o peludinho estará imunizado:

como cuidar de um filhote de cachorro?

PULGAS E CARRAPATOS

A prevenção contra pulgas e carrapatos deve começar desde o momento que o filhote toma o primeiro banho. São inúmeras as formas de prevenção. Dentre elas, shampoos, comprimidos, loções e até mesmo coleiras repelentes. Aconselhamos o uso do remédio anti-parasitas de uso externo. Ele deve ser aplicado mensalmente no dorso do animal.

CASTRAÇÃO

Se você quer proporcionar uma vida saudável e com menos riscos de doenças malignas para seu cão, não deixe de castrá-lo. Além disso, a castração também faz com que os cães fiquem mais calmos, não façam xixi em todos os lugares para demarcar território e ainda previne fugas. Além, é claro, de evitar a reprodução desenfreada de animais.

O ideal é que o procedimento seja feito nas fêmeas antes do primeiro cio e se possível, antes dos 6 primeiros meses para ambos os sexos.

Algumas cidades oferecem castração gratuita anualmente. Fique de olho na agenda de seu município!

Exercício físico

Até o oitavo mês, a estrutura óssea do cachorro não está completamente desenvolvida. Ou seja, durante esta fase, nada de praticar atividades muito intensas com o animal. O ideal é passear com ele diariamente, respeitando seus limites. Se perceber que ele está muito cansado, pegue-o no colo.

Para um filhote, 10 minutos de caminhada são suficientes. Até porque, esses pequeninos gastam bastante energia durante o dia.

Comportamento

Assim como o ser humano, o cachorro precisa ser educado desde pequeno para que ele cresça praticando bons hábitos de convivência.

Por isso, quanto mais cedo você ensiná-lo a fazer xixi e cocô no lugar certo, a não roer ou esconder objetos, convivência com estranhos e truques simples como sentar ou deitar, mais fácil e eficaz será o processo.

Indicamos que logo no primeiro mês o animal já seja estimulado aos bons hábitos.

Seja repetitivo e use gestos que o estimulem a ação correta. Apenas corrija-o se ele for pego em flagrante aprontando, caso contrário, ele não entenderá o motivo da censura. E não se esqueça dos agradinhos e muito amor.

Documentação

Algo tão importante quanto a saúde do animal, é a identificação dele. Por isso, se o filhote não tiver o Registro Geral Animal (RGA) e não for microchipado, é importante procurar o Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) para saber quais são os estabelecimentos credenciados em sua região para os procedimentos. 

Já falamos sobre a alimentação do filhote. Leia nosso artigo!

Cadastrando o seu e-mail na nossa newsletter você recebe conteúdos exclusivos.

Pensando em adotar um filhotinho? Conheça aqui os animaizinhos que estão a procura de um lar! 

 

— veja abaixo o resultado da busca ou refine sua pesquisa no painel esquerdo—

Filtrar
280 resultado(s)
48 resultado(s)

Qual dos FILTROS você quer usar?

Qual a faixa etária do pet?

Quer receber dicas animais?

Melhores amigos sabem tudo um do outro :-) Inscreva-se e receba notícias, dicas e promoções. A gente adora contar novidades!

Selecione abaixo como quer compartilhar este conteúdo
Fechar Um e-mail foi enviado para você redefinir sua senha