PARA ANUNCIAR CLIQUE AQUI | GRÁTIS :: PETS E SERVIÇOS

Quero um gato: por onde começar?

Autor: Carolline Guarche
Categorizados em: Adoção Alimentação Comportamento Dicas Gatos Não tem pet Quer mais 1
Quero um gato: por onde começar?

Pronto, a decisão está tomada: você quer um gatinho! Mas, depois disso, sabe o que fazer? Se a resposta for “não”, você está no lugar certo. Aqui você encontra um guia para te ajudar nessa missão!

Primeiro passo: compra ou adoção?

Antes de mais nada, você precisa de um gatinho!

Por isso, é importante conhecer mais sobre o processo da compra ou da adoção.

Adoção:

O processo de adoção por Ong exige algumas etapas:

 

  • Primeiramente, você passará por uma entrevista. Ela determinará se você e sua casa são adequados para receber o pet. Esse processo tem como objetivo evitar abandonos e má qualidade de vida para os pets.
  • Em seguida, serão exigidos alguns documentos. Os mais pedidos costumam ser comprovante de residência, RG e CPF. É importante ressaltar que o adotante deve ser maior de 21 anos.
  • Algumas ONGs pedem a contribuição do adotante para arcar com despesas como vacinas, castrações, medicamentos, e nos casos mais graves, cirurgias. Sempre solicite os certificados de vacinação e vermífugaçāo.
  • Existem ONGs que acompanham de perto a adaptação do bichinho no novo lar. As datas e horários são pré-definidos. Além disso, podem dar sugestões de como lidar com algum problema comportamental.

Compra:

O processo da compra é mais simples, mas é importante buscar criadores associados a uma organização. Assim você tem certeza de que o animal e sua mãe não foram maltratados.

Um criador de qualidade conhece a fundo as raças de cria. Além disso, ele tem todo o histórico da criação e especialmente dos pais do pet.

Eles também fazem questão que você conheça o local e não vendem filhotes com menos de 45 dias de vida. E, segue as leis, vendendo o filhote vacinado, vermifugado e castrado.

Prepare a casa antes de receber o pet:

  • Tire todos os cabos elétricos (principalmente carregadores de notebooks e de celulares) de vista.
  • Não deixe objetos pequenos que podem ser engolidos pelos pets espalhados pela casa.
  • Fique atento: pisos muito lisos podem desgastar as patas dos animais.
  • A caixa de areia devem ficar distante do local onde é servida a comida do pet.
  • Algumas plantas podem ser tóxicas para os bichinhos.
  • É indispensável a instalação de telas nas janelas, principalmente para casas que irão receber gatos.

E depois?

Veterinário:

Leve- o ao veterinário para começar o processo de vacinação! Além disso, é bom para verificar se o pet não apresenta alguma doença.

vamos a amizade:

Os gatinhos podem estranhar o ambiente, por isso, tenha paciência!

Deixe algo com o seu cheiro próximo ao bichinho, assim ele não se sentirá sozinho.

Brinquedos:

Existem vários tipos de brinquedos para gatos, e cada um tem o seu benefício.

Veja mais aqui!

Alimentação:

Os gatos são exigentes! Eles costumam aceitar alimentos diferentes, em média, até os primeiros seis meses de vida. E, diferente dos cães, os gatos são carnívoros e não têm paladar para alimentos doces. Esses bichinhos precisam de muita nutrição, por isso é importante ficar de olho nas informações da ração, por exemplo.

Veja mais sobre aqui!

Já falamos sobre os vermes de gatos, Confira!

Quer receber dicas animais?

Melhores amigos sabem tudo um do outro :-) Inscreva-se e receba notícias, dicas e promoções. A gente adora contar novidades!

Selecione abaixo como quer compartilhar este conteúdo
Fechar Um e-mail foi enviado para você redefinir sua senha