PARA ANUNCIAR CLIQUE AQUI | GRÁTIS :: PETS E SERVIÇOS

Quero comprar um pet: por onde começar?

Autor: Julia Freire
Categorizados em: Cachorros Dicas FIlhote Gatos Lifestyle Não tem pet Quer mais 1
Quero comprar um pet: por onde começar?

Você está pensando em comprar um pet? Essa é uma responsabilidade muito grande, e é preciso considerar diversos fatores antes, durante e depois desse processo.

É preciso olhar além daquela carinha fofa e se perguntar se você pode arcar com despesas como idas ao veterinário e alimentação por pelo menos 10 anos. Você terá tempo para dedicar ao seu pet? Ele não precisará apenas de atenção para brincar, mas também de adestramento e socialização. 

Se você finalmente optar por comprar um bichinho, mas é preciso preparar a casa da maneira mais segura possível.

Mas calma! A gente vai te ajudar a passar por todas as etapas desse longo processo. Confira nossas dicas!

ANTES DE COMPRAR

Você será um tutor adequado?

Seja sincero com você mesmo ao responder essa pergunta. Como citado acima, são muitas as questões à serem consideradas antes de comprar um bichinho. Verifique com as pessoas que moram com você se elas estão dispostas a ter essa companhia por perto. Seja especialmente cuidadoso com crianças e prepare-as antes de chegar com um pet em casa. Feito isso, divida as tarefas entre os moradores. Se você ficar fora o dia inteiro, alguém poderá cuidar do pet? E se você viajar?

Que tipo de pet você quer?

Pesquise um pet que combine com você. Não se deixe levar apenas pela fofura! Você prefere um pet mais ativo, que goste de correr pela casa? Ou um mais tranquilo, que irá assistir à TV com você no sofá? De qualquer forma, todo pet precisa se exercitar, então vale a pena considerar o seu nível de disposição!

Pesquise pet shops, criadores e suas reputações:

Segundo a Confederação de Cinofilia, todo canil precisa estar registrado em um Kennel Clube. Portanto, faça uma pesquisa aprofundada. Vale até pedir indicações de amigos e conhecidos. Quanto mais referências, melhor. E mais importante: faça uma visita ao local e verifique as condições de limpeza e conforto dos pets.  Peça para conhecer os pais do pets e verifique como eles estão sendo tratados. É importante conhecê-los também para se ter uma noção do temperamento do pet quando mais velho.

Fique longe de criadores que vendam filhotes com menos de 50 dias de vida, pois isso pode prejudicar a saúde do pet. Somente filhotes com mais de 60 dias de vida podem ser vendidos.

Cuidado com as fraudes:

Tudo que é demais, desconfie! Há muitas pessoas que se aproveitam da situação para aplicar golpes. Por isso, analise bem o perfil do doador. Faça perguntas sempre. E, se encontrar algo suspeito, a My Txai disponibiliza um botão de denúncia. Desta forma, conseguiremos analisar com critérios rigorosos o perfil do doador.

DURANTE O PROCESSO

Exija garantias e documentos do pet:

Um bom criador não terá em problemas em receber o pet de volta caso você não se adapte ou por qualquer outro motivo. Mas não se esqueça de exigir os documentos que comprovam o pedigree do bichinho, atestado de saúde, carteira de vacinação, o comprovante de que o pet foi vermifugado e o contrato de compra e venda do animal. Por lei, o pet só pode ser entregue castrado e microchipado.

Prepare a casa antes de receber o pet:

  • Tire todos os cabos elétricos (principalmente carregadores de notebooks e de celulares) de vista.
  • Não deixe objetos pequenos que podem ser engolidos pelos pets espalhados pela casa.
  • Fique atento: pisos muito lisos podem desgastar as patas dos animais.
  • O tapete higiênico ou caixa de areia deve ficar distante do local onde é servida a comida do pet.
  • Algumas plantas podem ser tóxicas para os bichinhos. 
  • É indispensável a instalação de telas nas janelas, principalmente para casas que irão receber gatos.

DEPOIS DE COMPRAR:

  •  O criador deve entregar instruções de como cuidar do pet

Para que você saiba como cuidar da melhor maneira possível do seu novo amigão, é indispensável que o criador entregue a você instruções por escrito sobre a alimentação e vacinação do pet, além de dicas de criação.

  • Faça um plano de saúde para o seu pet

As consultas no veterinário, exames, vacinas, medicamentos e possíveis internações podem custar bem caro. Um plano de saúde, que costuma ter um preço mínimo de R$70 por mês, cobre boa parte dessas necessidades. 

Não se adaptou? Confira nossas dicas!

Quer receber dicas animais?

Melhores amigos sabem tudo um do outro :-) Inscreva-se e receba notícias, dicas e promoções. A gente adora contar novidades!

Selecione abaixo como quer compartilhar este conteúdo
Fechar Um e-mail foi enviado para você redefinir sua senha