PARA ANUNCIAR CLIQUE AQUI | GRÁTIS :: PETS E SERVIÇOS

Creche para cachorro: será que os bichinhos gostam?

Autor: Nana Tucci
Categorizados em: Cachorros Dicas Lifestyle Quer mais 1 Tem pet
Creche para cachorro: será que os bichinhos gostam?

Seu amigão é maior que o seu apartamento? Ele é pequeno, mas tem muita energia? O danado se acostumou a fazer as necessidades na rua?

A história se repete em quase todas as casas que são habitadas por um peludo. O cachorro precisa sair para passear e o tutor não tem tempo suficiente para isso.

Cachorro sem gastar energia fica estressado e deixa o tutor estressado também. A solução? Para muitas famílias, tem sido procurar uma creche – também chamada de Day Care.

O que tem na creche para cachorro?

Esses espaços funcionam como uma creche para crianças. Têm uma área de lazer com brinquedos, oferecem recreação e fazem passeios. É comum, além das atividades cotidianas, os cachorros terem aulas de adestramento.

Mas algumas creches caninas vão além: têm até aula de natação, sala de musicoterapia, jogos cognitivos, esteira para exercícios e até playground. Há outras ainda que oferecem serviços como massagem e até comida fresca, como vegetais e carnes, em vez de ração.

Os cães são assistidos por monitores e às vezes há veterinários à disposição. Mas, você não sente-se confortável de deixá-lo com desconhecidos sem receber notícias o dia todo? Sem problemas, há creches que enviam fotos do pet para o tutor se tranquilizar.

A creche costuma trazer outro benefício para os peludos, além do gasto de energia. Muitos tutores relatam que o companheiro passou a aprender a respeitar mais comandos e interagir melhor com outros cães, depois de frenquentar uma creche.

É o caso da cadela Shitzu, Vick, de 8 anos. A chef de cozinha Michele Bunemer, 35 anos, que hoje mora no interior de São Paulo, resolveu matriculá-la numa creche quando morava na capital e trabalhava com eventos.

“Mesmo saindo pra passear com ela duas vezes por dia, de manhã e à noite, se ela ficasse o dia todo sozinha, às vezes se lambia tanto que até machucava as patas”, justifica Michele.

Vick começou a frequentar três vezes por semana, por meio período, uma creche que funcionava dentro de um Pet Shop onde a chef morava. “Eles levavam a Vick para passear e tinha banho de piscina nos dias quentes”, diz Michele. A cadela ficava muito menos ansiosa nos dias em que ia à creche e esse convívio com outros cães também fez com que ela se tornasse mais sociável.

Como escolher uma boa creche para cães? 

Opções em São Paulo não faltam e não é difícil achar uma creche perto da sua casa. Entretanto, há uma grande concentração na Zona Sul, como o Parque dos Cães, na Vila Mariana, a Pet Creche Paraíso, no Paraíso, e o Bark’s Club, em Indianópolis.

Leve em conta o valor, o tratamento e o que a creche tem a oferecer. É importante que o dia do cãozinho seja repleto de atividades. Além disso, verifique sempre a área de convivência dos cães e as regras de interação entre os animais. É importante que o local tenha um veterinário para possíveis emergências. Solicite sempre fotos ou vídeos para saber como o cãozinho está se comportando.

Valores 

Mas, quanto custa esse serviço? Em média, o paulistano desembolsa cerca de R$ 250 mensais para deixar o cachorro uma vez por semana na creche, R$ 650 se for deixá-lo de segunda à sexta.

Em tempo: a maioria só aceita animais dóceis, sociáveis, com as vacinas em dia e que não estejam no cio.

Já falamos sobre locais Pet Friendly, confira!

Creche para cachorro: será que os bichinhos gostam?
autor

Nana Tucci

Nana Tucci tem 31 anos, é jornalista, adora tudo que é caipira, fazer (e comer) doces e um bom banho de cachoeira. Mora numa casa feliz e bagunçada com o Jota e os dois filhos, Bento e Tito, a gata Abacaxi e a cadela Panqueca.

Quer receber dicas animais?

Melhores amigos sabem tudo um do outro :-) Inscreva-se e receba notícias, dicas e promoções. A gente adora contar novidades!

Selecione abaixo como quer compartilhar este conteúdo
Fechar Um e-mail foi enviado para você redefinir sua senha