PARA ANUNCIAR CLIQUE AQUI | GRÁTIS :: PETS E SERVIÇOS

5 dicas para viajar com seu gato

Autor: Paula Semer
Categorizados em: Adulto Dicas FIlhote Gatos Lifestyle Senior Tem pet
5 dicas para viajar com seu gato

Veja o que levar em conta antes de viajar com seu gato

Planeje-se

Isso é fundamental principalmente se a viagem for de avião, porque você precisa entrar em contato com a companhia aérea com antecedência. Cada uma tem regras próprias, mas em geral elas permitem transportar um animal de pequeno porte dentro da cabine em voos internacionais – dentro de caixa de transporte com dimensões específicas.

Escolha um bom horário

Especialmente no verão, evite o sol do meio dia para cair na estrada. Prefira épocas e horários mais frescos, assim seu amigo de bigodes não sofre tanto com a temperatura. É bom ter água fresca no caminho, para aliviar o calor e manter seu pet hidratado. Paradas para descansar a cada duas horas também são bem-vindas (sem tirar o gato do carro se não tiver coleira!). Atenção: se a viagem for de ônibus, informe-se antes, pois algumas companhias não liberam o embarque de animais.

O que levar na mala

Basicamente, tudo o que seu animal de estimação pode precisar no caminho: caixa de areia com pá, toalha ou pano para eventuais acidentes, comida, água, lenço umedecido, cobertor se estiver frio (e o que mais você julgar essencial). Fique atento para que a bolsa não seja despachada ou que alguém a coloque embaixo do resto da bagagem no porta-malas. Você vai precisar ter esses itens à mão.

Não esqueça os documentos

Primeiro, certifique-se de que seu gatinho está devidamente identificado, para que possam entrar em contato caso o encontrem perambulando por um lugar desconhecido. Além disso, para viagens aéreas, você vai precisar

de carteira de vacinação atualizada e um certificado veterinário de que o animal está saudável. Em voos internacionais, é obrigatório apresentar o Certificado Zoosanitário Internacional, emitido pelo Ministério da Agricultura.

Avalie se é a melhor opção

A ideia não é desencorajar o passeio em família. Mas é importante saber que os felinos nem sempre são chegados a uma viagem – inclusive há quem defenda que o melhor é não viajar com o eles. Claro que a decisão é totalmente sua. Mas, se a ausência dos tutores vai ser curta, vale considerar outras possibilidades, como um serviço de pet sitting ou algum conhecido que possa se responsabilizar pelos cuidados do gato.

Já falamos sobre viagem com cachorro, Confira!

5 dicas para viajar com seu gato
autor

Paula Semer

Paula Semer é jornalista, está em São Paulo, escreve livros para crianças e dá aulas de yoga. Depois de anos sem pensar em cachorro, acaba de se apaixonar perdidamente por um novo filhote!

Quer receber dicas animais?

Melhores amigos sabem tudo um do outro :-) Inscreva-se e receba notícias, dicas e promoções. A gente adora contar novidades!

Selecione abaixo como quer compartilhar este conteúdo
Fechar Um e-mail foi enviado para você redefinir sua senha