PARA ANUNCIAR CLIQUE AQUI | GRÁTIS :: PETS E SERVIÇOS

5 dicas para viajar com seu cachorro

Autor: Paula Semer
Categorizados em: Cachorros Dicas Lifestyle Quer mais 1 Tem pet
5 dicas para viajar com seu cachorro

Vai se ausentar de casa por muito tempo e decidiu levar o peludo na bagagem? Veja como se preparar para evitar transtornos e garantir o conforto do seu amigo de quatro patas.

Planeje-se

Organizar tudo com antecedência é fundamental, especialmente para quem pretende voar com seu companheiro de estimação. Se for o seu caso, confira as restrições da companhia aérea e entre em contato com antecedência para garantir o serviço. Em geral, elas permitem o transporte de apenas um animal de pequeno porte dentro da cabine em voos domésticos e o custo adicional gira em torno de 200 reais. Além de carteira de vacinação atualizada, você também precisa providenciar um certificado veterinário de que o animal está saudável. Em voos internacionais, é obrigatório apresentar o Certificado Zoosanitário Internacional, emitido pelo Ministério da Agricultura.

5 dicas para viajar com seu cachorro

Prepare seu pet

Viajar envolve uma série de novidades, tanto para o dono como para o bicho. Para evitar surpresas e não estressar demais seu cachorro, convém apresentá-lo ao que vai encontrar pelo caminho. Se ele não estiver acostumado a andar de carro e a ideia é cair na estrada, faça antes alguns passeios curtos no automóvel. Lembre-se que nas aeronaves é necessário usar caixa de transporte. Por isso, é bom que ele já esteja familiarizado com o compartimento.

Informe-se sobre o destino

Parece óbvio, mas muita família animada com a chegada das férias acaba levando o cachorro para praias ou condomínios sem checar se é permitida a presença de animais. No litoral norte de São Paulo, por exemplo, as prefeituras proíbem a presença de pets na areia. E o peludo não vai curtir nem um pouco ter de ficar em casa sozinho enquanto todo mundo se diverte, né? Portanto, o melhor é escolher um lugar pet friendly e sempre estar disposto a abrir mão de visitar algum local onde seu amigão não seja bem-vindo.

Use identificação sempre

Jamais saia sem coleira de identificação ou plaquinha com o contato do tutor. A gente espera que não aconteça, mas é mais fácil se perder em locais desconhecidos. Especialmente quando há um mundo todo a ser explorado. Se por acaso a medalhinha sumir ao longo da viagem, vale improvisar: escreva o número do telefone em uma fita e cole na coleira.

Tenha à mão o que precisa

Cobertor, cama, brinquedo, eventuais medicamentos, comida, saquinho para recolher o cocô, lenços de papel… Não precisa exagerar no tamanho da mala, mas é importante ter na bagagem os itens básicos para o conforto do seu parceiro peludo. Até porque, você nem sempre sabe o que dá para comprar no lugar de destino. Para uma viagem mais tranquila, melhor se prevenir.

Já falamos sobre 5 dicas para viajar com seu gato, confira!  

5 dicas para viajar com seu cachorro
autor

Paula Semer

Paula Semer é jornalista, está em São Paulo, escreve livros para crianças e dá aulas de yoga. Depois de anos sem pensar em cachorro, acaba de se apaixonar perdidamente por um novo filhote!

Quer receber dicas animais?

Melhores amigos sabem tudo um do outro :-) Inscreva-se e receba notícias, dicas e promoções. A gente adora contar novidades!

Selecione abaixo como quer compartilhar este conteúdo
Fechar Um e-mail foi enviado para você redefinir sua senha