PARA ANUNCIAR CLIQUE AQUI | GRÁTIS :: PETS E SERVIÇOS

Dia do folclore: conheça a história do lobisomem

Autor: Nathalia Perone
Categorizados em: Adulto Cachorros Comportamento Datas Dicas FIlhote Gatos Não tem pet Quer mais 1 Senior Tem pet
Dia do folclore: conheça a história do lobisomem

No dia 22 de agosto é comemorado o Dia do Folclore Brasileiro.  Nosso folclore é composto por histórias das mais variadas, que refletem a cultura do nosso país. E, uma das lendas mais tenebrosas aqui contadas é a do Lobisomem, o homem-lobo. Mas, você sabe como essa história originou-se?

A origem do Lobisomem

Não, a origem do lobisomem não é brasileira! Há grandes chances do primeiro relato do homem-lobo ter origem grega. Por isso, também é chamado de Licantropo (do grego, lobo- homem).

Segundo a mitologia, Licaão foi um dos primeiros reis míticos da Arcádia. Ele enfureceu Zeus por conta de seus sacrifícios de carne humana. Por isso, foi amaldiçoado e transformado em uma criatura metade lobo e metade homem. Ele passou o resto de sua vida daquela maneira. Então, era possível ouvir seus uivos de lamentos nas noites de lua cheia.

Apesar da origem, a lenda disseminou-se pela Europa no século XVI. Mas, nada tinha a ver com o conto grego. Desde então, é contada mundo afora, com inúmeras variações.

A lenda mais popular

Diz a lenda que um homem atacado por um lobo foi amaldiçoado por sua mordida.  E por isso, ele toma a forma do animal nas noites de lua cheia, pelo resto de sua vida.

O lobisomem é uma criatura violenta e cheia fúria. Está sempre em busca de vítimas, afinal, seu prato favorito é nada mais e nada menos do que S-A-N-G-U-E!

Para que a maldição seja perpétua, todo homem que for mordido por um lobisomem será condenado ao mesmo fim.

Meu Brasil, brasileiro

Com toda a extensão territorial do Brasil, há muitas variações da lenda em nosso país.

Dentre elas, há quem acredite que o oitavo filho homem de uma família nasce amaldiçoado. O bebê já nasce com algumas características de lobo, tais como pele acinzentada e orelhas pontudas, e nariz grande.

Outra versão contada é de que o sétimo filho de um casal, que só tiveram filhas mulheres, é um lobisomem. Porém, ele apenas se transformará no lobisomem pela primeira vez, aos  13 anos de idade, para o resto de sua vida.

Uma outra possibilidade é de que a transformação ocorre sempre meia noite, toda sexta-feira, em encruzilhadas. E, para que ele volte à sua feição humana, deverá retornar ao local no nascer do sol.

Por outro lado, percorre a lenda de que o lobisomem ataca e sequestra crianças que ainda não foram batizadas para amaldiçoá-las. E por isso, as famílias têm o hábito de batizar os bebês assim que nascem.

Direto para os telões

A fama do lobisomem é tanta, que ganhou muito espaço nas páginas dos livros e nos telões.

Um grande sucesso é o filme O Lobisomem, que teve sua primeira versão em 1941 e foi regravado em 2010. Ele conta a história da maldição em um drama de família.

Mas, o lobisomem já apareceu em outras histórias, como o clássico conto de fadas da Chapeuzinho Vermelho. A história  já ganhou a presença do lendário lobisomem em alguns títulos como A companhia dos Lobos, de 1984 e A garota da Capa Vermelha, que foi lançado nas telas em 2011 e logo ganhou espaço nas estantes das livrarias.

Para os pet lovers

Mas, para além dos homens-lobos, que tal conhecer cães e gatos-lobo?

O Husky  é uma raça que possui características de um lobo. Ele é dócil e muito apegado a família. Por isso, não gosta de ficar muito tempo sozinho. É muito inteligente, mas só usa para o que lhe convém. Por isso, pode ser um pouco teimoso. Teve origem na Sibéria e ficou conhecido por auxiliar na entrega de medicamentos em uma epidemia no Alaska. Ele percorreu mais de 500 km no frio rigoroso e ajudou a salvar muitas vidas.

Dia do folclore brasileiro: conheça o lobisomem

O Lykoi é uma raça pouco conhecida, pois foi criada recentemente. Literalmente, ele é considerado um gato-lobo por sua aparência selvagem. Mas, como diz o velho ditado, quem vê cara, não vê coração. Ele é amável e adora colos. Além disso,  é muito inteligente e gosta de ser desafiado. Tem a personalidade de um cachorro: adora brincar de correr atrás de objetos.

Foi originado nos Estados Unidos, quando um veterinário, junto com sua esposa percebeu a anomalia genética de uma ninhada do American Shorthair.  A raça foi submetida a exames de DNA e foi considerada saudável. Foi reconhecida pela TICA (The International Cat Association) em 2014.

Dia do folclore brasileiro: conheça o lobisomem

 

Já falamos dos cachorros mais conhecidos do cinema. Leia nosso artigo!

Quer um Lykoi? Veja nossos anúncios.

Cadastrando o seu e-mail na nossa newsletter você recebe conteúdos exclusivos.

 

Dia do folclore: conheça a história do lobisomem
autor

Nathalia Perone

Jornalista, apaixonada por animais. Mãe do terrível Nicolas (Nick para os mais íntimos), um poodle branco que é só amor. Em seu tempo livre, adora parques, uma boa conversa entre amigos e cantar no chuveiro.

Quer receber dicas animais?

Melhores amigos sabem tudo um do outro :-) Inscreva-se e receba notícias, dicas e promoções. A gente adora contar novidades!

Selecione abaixo como quer compartilhar este conteúdo
Fechar Um e-mail foi enviado para você redefinir sua senha