PARA ANUNCIAR CLIQUE AQUI | GRÁTIS :: PETS E SERVIÇOS

Tudo sobre o cruzamento de cães

Autor: Nathalia Perone
Categorizados em: Adulto Cachorros Comportamento FIlhote Saúde Senior
Tudo sobre o cruzamento de cães

O cruzamento de cães é um assunto que ainda enche a cabeça dos tutores de dúvidas e tabus. Por isso, resolvemos responder aos principais questionamentos a respeito do tema, para que você saiba tudo sobre o cruzamento de cães.

O que é o cruzamento?

O cruzamento nada mais é do que o acasalamento entre os cães. Durante o período de cio, a cadelinha produz feromônios– hormônios sexuais que são liberados para que animais da mesma espécie se reconheçam e interajam. Ilustrando a situação, as fêmeas exalam essas substâncias, como uma espécie de perfume, inodoro aos humanos. Porém, muito convidativo aos machos que, por sua vez, ficam atraídos e prontos para o ato sexual.

O cruzamento de cães acontece por extinto. O cio dura em média 15 dias, e durante esse período é muito comum que os machos que convivem com a fêmea durante esse período fiquem muito agitados e tentem acasalar a qualquer custo.

Acasalamento e porte dos animais

Por mais que os animais ajam por extinto, é muito importante que o tutor tenha ciência de alguns cuidados. Quando o macho tem um porte muito maior que a fêmea, pode acontecer de o animal, involuntariamente, machucar a cadelinha. Além do mais, uma gestação onde a mãe é muito menor que o pai pode gerar sérios riscos tanto para a cachorra prenha, quanto para os filhotes.

Por isso, se os seus cães possuem portes diferentes e desproporcionais, é muito importante evitar ao máximo a cruza. Mantenha-os em ambientes diferentes ao menos neste período.

Como acalmar cachorro que quer cruzar?

Para acalmar o cachorro que quer cruzar, é importante levar em consideração se a situação está acontecendo com a fêmea, que está no cio e com os hormônios a milhão, ou com o macho, que está atraído pela cadelinha. Vejamos caso a caso:

Fêmea

  • Evite passear com ela em locais públicos, onde possam encontrar com outros cães.
  • Não a deixe ficar próximo à entrada da casa, os cães que passam pela rua podem deixa-la agitada;
  • Se possível, deixe-a longe dos machinhos da casa;
  • Mantenha a cadelinha ocupada, com atividades que façam com que ela gaste energia;
  • Você pode utilizar terapia floral para acalmá-la;
  • A castração, além de diminuir os comportamentos agitados do cio, previne o câncer de útero, ovários e mama.

Macho

  • Mantenha-o em ambiente separado da cadela no cio;
  • Aplique Vick Vaporub ou outro spray de metanol no rabo da cadela (evite que haja contato com as partes íntimas), o cheiro forte do produto irá disfarçar o odor natural dos feromônios;
  • Distraia-o com atividades que o façam gastar energia;
  • Passeie com o animal;
  • Castre-o, pois o procedimento irá deixa-lo menos agitado perto de uma cadela no cio e prevenirá doenças malignas, como o câncer de testículo.

Cachorro pode cruzar no primeiro cio?

O ideal é que a cadelinha não cruze no primeiro cio. Pois, ela ainda é muito jovem e todo o seu corpo está em desenvolvimento. Uma gestação, além de ser um risco para ela mesma, é perigosa também para os filhotes. O ideal é aguardar que o animal chegue até a fase a adulta antes do primeiro acasalamento.

Cães que não cruzam são saudáveis?

É muito comum que as pessoas pensem que para os cães se sentirem bem, é necessário que eles cruzem. Mas, essa informação é equivocada. Diferente dos humanos, o ato sexual dos animais é puramente extintivo, para a reprodução. E, o acasalamento não tem qualquer ligação com o estado emocional e bem estar do animal. Sendo assim, um cachorro pode viver muito bem e saudável, sem ter praticado o acasalamento.

Por que os cachorros ficam grudados quando cruzam?

Uma cena muito comum, porém, pouco explicada. Após o cruzamento de cães, é comum que os animais fiquem grudados, principalmente por conta da anatomia de seus órgãos genitais. O pênis do animal, durante a excitação, fica mais inchado, principalmente a sua base, chamada de bulbo. Enquanto, as cadelas possuem um anel fibromuscular na entrada da vagina, que possui um diâmetro pequeno. Por isso, após o acasalamento, é possível que haja dificuldades para separar os pets, que acabam tendo que esperar até tudo volte ao seu tamanho natural.

Entenda o porquê a castração é necessária. Leia nosso artigo!

Tudo sobre o cruzamento de cães
autor

Nathalia Perone

Jornalista, apaixonada por animais. Mãe do terrível Nicolas (Nick para os mais íntimos), um poodle branco que é só amor. Em seu tempo livre, adora parques, uma boa conversa entre amigos e cantar no chuveiro.

Quer receber dicas animais?

Melhores amigos sabem tudo um do outro :-) Inscreva-se e receba notícias, dicas e promoções. A gente adora contar novidades!

Selecione abaixo como quer compartilhar este conteúdo
Fechar Um e-mail foi enviado para você redefinir sua senha