CLIQUE AQUI E ANUNCIE GRÁTIS :: PETS E SERVIÇOS

Meu cachorro tem muito medo

Autor: Carolline Guarche
Categorizados em: Adulto Cachorros Comportamento Dicas FIlhote Lifestyle Quer mais 1 Saúde Tem pet
Meu cachorro tem muito medo

 Se seu cão tem muito medo, ajude-o a superar seus temores com paciência e amor, nunca com castigos. Alguns animais resgatados trazem uma história. Os animais passaram por abusos físicos e emocionais, como chutes, tapas, puxões, etc. Por isso, é comum o medo do novo tutor.

E, se não trabalhado, o medo pode evoluir para agressividade defensiva, baseada no medo, afinal em algum momento o animal precisará partir para a sua defesa frente à ameaça. Em alguns casos, os medos podem se transformar em fobias e, em outros, em alguma síndrome.

Por que eles sentem medo?

  • Falta ou deficiência de sociabilização;
  • Separação precoce de sua mãe;
  • Experiências traumáticas;
  • Predisposição genética;
  • Abusos físicos ou psicológicos;

Sinais:

  • Tremores e agitação;
  • Taquicardia;
  • Urina e/ou defeca;
  • Hipersalivação;
  • Pupilas dilatadas;

O temor se manifesta de diferentes maneiras:

  • Evitam ou se escondem das pessoas ou coisas que lhes provocam temor;
  • Latem ou atacam ao objeto/sujeito;
  • Permanecem imóveis, como esperando que a causa de sua angústia desapareça por magia;
  • Mostram-se submissos e temerosos. Ou também deprimidos ou desinteressados;

Como lidar?

Existem medidas que você pode tomar para ajudá-lo a superar. É importante ressaltar que elas não farão milagres. A primeira coisa que se deve fazer, então, é tentar determinar o que provoca esse temor em seu cão. O ideal é sempre começar aos poucos. 

 

Se seu cão já desenvolveu o medo, tente antecipar o evento causador do trauma e, antes que os sintomas apareçam convide-o para uma atividade que ele goste (passeio, brincadeira, treinamento com petiscos, etc.), ele irá associar o evento, antes traumatizante, a uma atividade positiva e perderá o medo.

A dessensibilização:

A dessensibilização consiste em ir expondo o animal a níveis muito baixos ao que está causando seu temor e ir aumentando essa exposição à medida em que ele vai melhorando.

O contra-condicionamento:

O contra-condicionamento, por sua vez, consiste em associar o estímulo de medo com uma ação ou comportamento incompatível com o comportamento de medo. Por exemplo, ensinar o cão a se sentar quando aparecer o objeto de seu temor.

Caso persista, procure uma ajuda profissional. Esse é um problema que deve ser tratado para que o seu cãozinho possa ter uma vida normal.

Já falamos sobre Terapia Floral, Confira!

— veja abaixo o resultado da busca ou refine sua pesquisa no painel esquerdo—

Filtrar
271 resultado(s)
81 resultado(s)

Qual dos FILTROS você quer usar?

Qual a faixa etária do pet?

Quer receber dicas animais?

Melhores amigos sabem tudo um do outro :-) Inscreva-se e receba notícias, dicas e promoções. A gente adora contar novidades!

Selecione abaixo como quer compartilhar este conteúdo
Fechar Um e-mail foi enviado para você redefinir sua senha