PARA ANUNCIAR CLIQUE AQUI | GRÁTIS :: PETS E SERVIÇOS

Gato e cachorro com medo de fogos? Saiba como acalmá-los!

Autor: Julia Freire
Categorizados em: Adulto Cachorros Comportamento FIlhote Gatos Quer mais 1 Saúde Senior Tem pet
Gato e cachorro com medo de fogos? Saiba como acalmá-los!

Muitos pets podem se sentir assustados ou ameaçados com o barulho dos fogos de artifício, enquanto outros o ignoram completamente.

O jornal britânico The Telegraph compilou os motivos dessas reações distintas causadas nos bichinhos pelo barulho dos fogos de artifício e como acalmá-los se eles sentirem medo.

Por que alguns cachorros e gatos se sentem tão assustados com fogos de artificio?

  • Os animais tem uma audição muito mais sensível do que os humanos, identificando sons que são inaudíveis para nós. Barulhos que consideramos simplesmente muito altos podem ser um tormento para eles. 
  • Os clarões dos fogos acrescentam um estimulo visual muito forte à sua já sensível audição.
  • Os pets não entendem o motivo dos fogos. Qualquer barulho estranho e muito alto pode deixá-los assustados.
  • Se o animalzinho tiver um episódio de estresse muito severo (como a primeira vez em que ele ouve os fogos), ele desenvolverá uma memória emocional desse momento. Isso significa que até mesmo um estímulo menor (como um disparo à distância) pode provocar uma reação emocional histérica, que leva ao momento do incidente passado.

Por que alguns pets não são afetados pelo barulho?

Alguns animais aprenderam com o tempo que os barulhos dos fogos são inofensivos. Existe uma teoria que diz que cachorros e gatos que nascem em certas épocas do ano são menos suscetíveis a sentir medo dos barulhos.

Se o pet ouvir fogos de artifício pela primeira vez durante sua fase de socialização (entre três semanas e três meses de idade), ele provavelmente se manterá calmo das próximas vezes. Se um animal mais velho ouví-los pela primeira vez quando estão distantes e soam abafados, ele se manterá tranquilo também.

Gatos:

Os felinos são animais que gostam de rotina e de tranquilidade. Quando algo como os fogos ou os rojões alteram sua rotina, podem ficar transtornados.

Assim como os cães, quando escutam algum ruído fora do habitual, querem fugir, se esconder ou até escapar. Entretanto, Nem todos são iguais, existem alguns gatos, em vez de ter essas atitudes, apresentam tremores ou começam a miar.

Momento de estresse:

Animais com medo tem, basicamente, duas reações: Lutar ou fugir. E, embora os humanos dificilmente enxerguem fogos como algo tão amedrontador, para muitos pets é um momento de extrema incerteza e confusão. Além disso, os cães ficam estressados com a situação. É comum que apresentem tremores excessivos, pupilas dilatadas, salivação intensa, que lambam suas patinhas de maneira compulsiva e até apresentem episódios de agressividade contra seus tutores e outros animais da casa.

Florais:

Assim como os sprays e os difusores, eles precisam ser usados alguns dias antes, para que o pet já vá entrando em equilíbrio consigo mesmo.

Evite acidentes:

Deixe que o pet se esconda na hora da euforia. Ofereça a ele “rotas” seguras, onde ele possa se esconder sem ser incomodado. Se ele já possuir uma cama estilo toca ou oca, coloque-a em um local em que a agitação será menor. Muitos gostam de entrar debaixo da cama de seus tutores.

Evite Fugas:

Uma das primeiras coisas a fazer é fechar bem as portas e as janelas. No desespero, cães e gatos tentam fugir, o pânico desorienta o animal, que tende a correr desesperado e sem destino.

O que fazer para acalmar seu pet

Algumas providências podem ser tomadas antes do momento dos fogos:

  • Leve seu pet para passear ainda de manhã. Assim, eles ficam cansados.
  • Arrume um canto da casa que seja aconchegante para ele se refugiar.
  • NessFogos de artifício: Como acalmar os cachorros?e canto, deixe algumas roupas suas para ele sentir a sua presença. Além disso, deixe também alguns brinquedos para ele se distrair.
  • Use um aromatizador de ambiente daqueles de tomada com propriedades calmantes. Os que são à base de ervas são ideais.
  • Não deixe seu pet “confortável demais”. Isso pode ser entendido como uma forma de recompensá-lo pela sua ansiedade. Ele deve ser recompensado se conseguir se acalmar. Você mesmo deve agir de maneira tranquila e não fazer movimentos bruscos. Em resumo, não o mime demais!

Atadura:

As ataduras podem ser grandes aliados contra o estresse e acalmar os cães e gatos.

A técnica chama Tellington Touch e consiste em envolver o pet em uma espécie de abraço, feito por ataduras.

A atadura deve ser posicionada na altura do peito do pet e cruzar sobre o dorso, próximo ao pescoço. Agora, cruze a atadura sob o dorso para baixo, no abdômen do animal. Por último, deve-se dar um nó na atadura, na altura da coluna vertebral.

Leia mais sobre aqui

Em casos extremos, vale consultar o veterinário sobre sedativos ou medicamentos contra a ansiedade.

 

Boas festas!

Vai para praia? Confira nossas dicas! 

Quer receber dicas animais?

Melhores amigos sabem tudo um do outro :-) Inscreva-se e receba notícias, dicas e promoções. A gente adora contar novidades!

Selecione abaixo como quer compartilhar este conteúdo
Fechar Um e-mail foi enviado para você redefinir sua senha