PARA ANUNCIAR CLIQUE AQUI | GRÁTIS :: PETS E SERVIÇOS

Cachorro e gato com medo de ir ao veterinário? Saiba o que fazer!

Autor: Carolline Guarche
Categorizados em: Adulto Cachorros Comportamento Dicas FIlhote Gatos Quer mais 1 Saúde Senior Tem pet
Cachorro e gato com medo de ir ao veterinário? Saiba o que fazer!

Cachorro e gato com medo de ir ao veterinário? Confira o que fazer para ajudar! 

Como surge:

Muitas vezes, esse medo pode surgir naturalmente. Um receio do pet ao sair de casa, andar de carro ou de frequentar novos locais, mas boa parte dos animais possuem um trauma devido a visitas anteriores. Assim, o consultório se torna um local que o pet vai sempre levar  picada de agulha ou ficar em uma posição desconfortável.

 O que fazer:

Todas as experiências não são boas, e como qualquer problema comportamental, a melhor solução é a prevenção.  A melhor maneira é dessensibilizar o cão desde filhote, assim esse estresse da visita é diminuído.

Pegar no colo: Simular contenções para manipulação dos ouvidos, boca, dedos e unhas pode ajudar. Imitar a vacinação também pode ajudar, com um lápis, espete a pele, sem forçar, assim como o veterinário faz com a agulha.

Brincar com o animal no local ou oferecer petiscos podem influenciar na associação ruim que o animal tende a fazer com o local do veterinário.

Além disso, como se tratar de visitar rotineiras, o ideal é que primeiro leve o seu peludo para dar um passeio e desfrutar de boas brincadeiras.

Evite de ficar tenso perto do pet, mantenha-se relaxado para transmitir calma ao animal.

Não ande com o pet no carro só quando for leva-lo ao veterinário, isso fará com que não fique tão ansioso no caminho.

O uso de aromaterapia pode ajudar a acalmar os pets! Dê preferência para as essências de levanta e camomila.

Ensine comandos simples, como sentar, deitar e levantar.

Gatos com medo:

É normal que os gatos sintam medo ou dor e acabem mordendo ou arranhando o médico, principalmente se ele não conseguir fugir.

Se o felino tem medo de entrar na caixa de transporte, ele pode acabar associando isso a ida ao veterinário. Mas, isso é fácil de reverter! Transforme a caixa em um local confortável, para o descanso, brincadeiras e alimentação do pet!

Banho e tosa:

Pode ser que o pet tenha sofrido algum tipo de trauma no local, como ter caído.

Se não conseguir saber o que aconteceu e notar que o pet realmente está traumatizado, troque de local. Se for possível, acompanhe o animal na hora do banho.

Já falamos de terapia floral aqui, Confira!

Quer receber dicas animais?

Melhores amigos sabem tudo um do outro :-) Inscreva-se e receba notícias, dicas e promoções. A gente adora contar novidades!

Selecione abaixo como quer compartilhar este conteúdo
Fechar Um e-mail foi enviado para você redefinir sua senha