PARA ANUNCIAR CLIQUE AQUI | GRÁTIS :: PETS E SERVIÇOS

5 erros comuns cometidos por tutores de cachorros

Autor: Julia Freire
Categorizados em: Cachorros Comportamento Dicas Quer mais 1 Saúde Tem pet
5 erros comuns cometidos por tutores de cachorros

Tutores de primeira viagem, empolgados com o novo companheiro, têm grandes chances de cometerem erros na criação do bichinho.

Muitas pessoas costumam se desfazer dos pets por não se adaptarem a eles. Porém, a maioria dos problemas pode ser evitado com um pouco de preparo por parte do tutor. Antes de comprar ou adotar um cachorrinho, fique ligado nos erros mais comuns cometidos por tutores e como evitá-los!

1 – Não expor o pet ao mundo

Existem estudos comprovados de que a faixa etária em que o cachorro é mais impressionável é durante seus quatro primeiros meses de vida. Os filhotes costumam chegar em casa com 8-14 semanas de idade. Assim, o único contato que eles têm é com seu criador e seus companheiros de ninhada. Então, quando o bichinho chegar em casa, exponha ele aos mais diversos sons e vistas: buzinas de carros, crianças correndo, entre outros.

2 – Achar que o filhote é novo demais para aprender comandos

No caso dos cachorros, nunca se é jovem demais para se aprender a ter disciplina. Nessa fase, sessões de treinamento de 2 a 5 minutos, ou de 5 a 10 minutos são suficientes. Você pode também, se preferir, praticar cada comando com 5 a 10 repetições com um intervalo rápido e depois repetir os comandos por mais 5 ou 10 vezes.

3 – Esperar que o filhote saiba exatamente onde fazer as necessidades

Um dos principais motivos de devolução de pets é o fato de eles fazerem as necessidades pela casa. Um filhote pode levar de seis a oito meses para aprender onde deve fazer as necessidades. Portanto, invista tempo em treiná-lo para evitar dor de cabeça. Não o dê comida e água demais. É importante que ele não beba água duas horas antes de dormir.

4 – Não exercitar o pet o suficiente

Antes de receber um bichinho, faça uma pesquisa para saber exatamente qual raça combina com você e seu estilo de vida. Dessa maneira, fica mais fácil de cumprir a rotina de exercícios que ele necessita. Uma boa alternativa para quem não tem tanto tempo é contratar um passeador de cachorro para suprir as necessidades de exercício do pet.

5 – Achar que todos os filhotes são iguais

Todos os cachorros são diferentes, e cada raça tem seus traços comportamentais específicos. O fator ambiental (se o pet veio de um abrigo, criador independente ou pet shop) influencia muito na personalidade do bichinho de maneira bem particular. Seja paciente e esteja pronto para se ajustar às necessidades do animal.

Quer receber dicas animais?

Melhores amigos sabem tudo um do outro :-) Inscreva-se e receba notícias, dicas e promoções. A gente adora contar novidades!

Selecione abaixo como quer compartilhar este conteúdo
Fechar Um e-mail foi enviado para você redefinir sua senha