PARA ANUNCIAR CLIQUE AQUI | GRÁTIS :: PETS E SERVIÇOS

Acne Felina: como tratar

Autor: Carolline Guarche
Categorizados em: Adulto Beleza e Grooming Gatos Saúde Senior Tem pet
Acne Felina: como tratar

Muitas pessoas sofrem com acne, e os gatos não ficam fora disso. Os pontos pretos aparecem em algumas partes do corpo do bichinho, causando incômodo. Por mais que a causa seja desconhecida, é improvável que esta condição apareça em felinos mais novos. A acne é mais comum em bichinhos mais idosos. Não se trata de uma preocupação grave, mas a acne pode irritar o gato, principalmente quando infectada. Por sorte, existem coisas que podem ser feitas para tratá-la.

Como é a acne?

Com o tempo, os animais acabam se incomodando com isso, começando a coçar ou esfregar o local. Isso acaba piorando o problema, causando inflamações e infecções.

Além disso, o ponto de lesão aumenta, ficando mais avermelhado, quente e dolorido, com a presença de pus causando um incômodo ainda maior. Nascendo assim a espinha.

A coceira então piora e ao esfregar o local em objetos ou com a pata, na tentativa de aliviar o incômodo e a coceira, a infecção se espalha piorando muito o quadro. Alguns animais, mesmo com acne, não apresentam incômodo ou qualquer desconforto, e neste caso ela pode surgir e sumir sem que o dono perceba o problema. Ela atinge animais de qualquer idade, machos ou fêmeas, além de outras espécies.

Aparência:

A acne felina aparece principalmente na região do queixo e as vezes nos lábios. É mais comum do que se imagina e pode aparecer em qualquer idade, tanto em machos quanto em fêmeas. Algumas vezes pode ser algo atípico, sumindo naturalmente, mas, em alguns casos, a acne fica bem difícil de tratar. Quando a acne atinge um alto grau de inflamação fica mais perigoso, e precisa ser tratadas corretamente.

Sinais:

  • Pontos negros no queixo
  • sujidade
  • crostas
  • alopécia
  • borbulhas e espinhas
  • eritema
  • prurido

Existe algum gato mais propenso?

Em persas e gatos sem pelo, como o sphynx, a condição pode afetar o rosto e as dobrinhas da pele. Além disso, a complicação normalmente aparece me gatos brancos ou com o queixo claro. Os pets de pelagem escura também podem sofrer, sendo mais difícil de visualizar a acne. A acne pode aparecer num episódio singular, ou ciclos ou como doença constante.

Quais as causas?

A acne felina é uma doença de pele que causa lesões, elas podem surgir após um processo alérgico, falta de higiene ou também devido ao descontrole na produção sebácea na região do queixo, lábios, e base da cauda que entopem os folículos gerando os cravos. Acredita-se também que a acne seja desencadeada por uma combinação de estresse e enfraquecimento do sistema imunológico. Além disso, os pratinhos de plástico podem desencadear a condição, seja da comida ou água, o plástico é poroso e acumula bactérias, o que é péssimo para qualquer animal. Especialmente no caso de acne, já que as bactérias se alojam no queixo agravando o problema.

Como identificar a acne felina?

Procure por pontinhos pequenos e pretos. Tratam-se de cravos e espinhas, que normalmente se concentram no queixo do animal; acaricie-o para notar a diferença na sensação da pele. Por mais que a acne costuma se concentrar no queixo, também pode surgir acima da boca do gato.

A acne normalmente é moderada e inofensiva, mas pode se transformar em uma ferida em caso de infecção.. Os pontos são compostos por materiais sebáceos presos nos folículos capilares, que ficam inchados e formam calombos na pele.

É contagioso?

Ainda não foi encontrada causa para o acne felino. Logo, não foi identificado um agente contagioso. No entanto, estudos reportam surtos em casas com vários gatos o que sugere um agente infeccioso. É pouco provável que haja contágio ao humano.

Como agir?

Se suspeita de acne felina, deve consultar o seu médico veterinário confirmar o diagnóstico. Existem múltiplos remédios caseiros para o acne felino. Nestes incluem-se:

  • Limpeza do queixo com sabão ou álcool
  • Secagem do queixo
  • Aplicação de compressas quentes para abrir os poros e proceder à lavagem
  • Aplicação de saquinhos de chá de camomila para aliviar a dor

Estes procedimentos não são incorrectos. No entanto é sempre importante excluir outras patologias mais graves, pelo que deve consultar sempre o seu veterinário.

Além disso, casos mais severos é recomendado cortar o pelo da região do queixo, que facilita a limpeza e o tratamento.

Diagnóstico:

A acne felina apresenta lesões muito características, principalmente com a sua localização. Na maioria das vezes o veterinário chega ao diagnóstico apenas observando as lesões.

Entretanto, é sempre importante consultar o médico para que outras patologias sejam excluídas. Por outro lado, assim que identificar a causa da acne, começa o tratamento! Assim terá mais sucesso.

Como tratar a Acne felina?

O objectivo do tratamento da Acne felina é remover a sujidade do folículo e o excesso de sebo. O protocolo varia caso a caso e depende da severidade das lesões.

O gato apresenta uma forma leve quando apresenta apenas pontos negros assintomáticos. Se não incomodar o dono, está formas podem não ser tratadas e resolver-se espontaneamente. Podem ser tratadas com uma limpeza tópica suave. 

O primeiro passo é limpar os pontos não infeccionados, umedeça uma bola de algodão com álcool isopropílico e limpe a acne do gato cuidadosamente duas vezes ao dia.

A terapia tópica com objectivo de remover o ponto negro é sempre benéfica. Poderá aplicar várias vezes à semana álcool a 96%, antissépticos (ex. clorexidina, betadine, água oxigenada), sabão antibiótico. O shampoo anti-seborreico poderá ser utilizado diariamente ou duas vezes à semana.

O queixo é um local complicado para o gato limpar e com a idade pode piorar. Assim pode assistir o gato limpando esta zona como o descrito anteriormente. No final seque bem para evitar crescimento bacteriano.  Compressas quentes e, caso necessário, antibióticos ajudam no tratamento. Vale lembrar que não tem cura para essa condição, esse tratamento apenas a controla.

Como evitar?

Além da higienização dos comedouros, se o gato tende a formar esses pontinhos pretos, é recomendável, segunda a Dra Vanessa, a realização de limpeza do queixo com um chumaço de algodão umedecido com produtos adstringentes de uso veterinário.

Não confunda!

Alguns outros problemas de pele semelhantes podem ser confundidos com a acne felina. Alguns exemplos são o granuloma eosinofílico e até mesmo a sarna sarcóptica. Mas caso haja a suspeita de que o animal está apresentando uma quadro de acne felina, ou qualquer outra alteração de pele, um médico veterinário deve ser consultado.

Já falamos sobre vermes, Confira!

Cadastrando o seu e-mail na nossa newsletter você recebe conteúdos exclusivos.

Quer receber dicas animais?

Melhores amigos sabem tudo um do outro :-) Inscreva-se e receba notícias, dicas e promoções. A gente adora contar novidades!

Selecione abaixo como quer compartilhar este conteúdo
Fechar Um e-mail foi enviado para você redefinir sua senha