PARA ANUNCIAR CLIQUE AQUI | GRÁTIS :: PETS E SERVIÇOS

Carne crua para cachorro: conheça a dieta

Autor: Carolline Guarche
Categorizados em: Adulto Alimentação Cachorros FIlhote Gatos Quer mais 1 Saúde Senior Tem pet
Carne crua para cachorro: conheça a dieta

Dietas a base de carne crua podem prejudicar o animal e quem convive com eles. Mas, ao mesmo tempo, traz alguns benefícios.

Os animais são bastante resistentes aos possíveis riscos que a ingestão de carne crua pode oferecer. Entretanto, os pets podem tornar-se portadores destas bactérias, e através do contato, podem ser transmitidas.

Carne crua ou cozida?

A alimentação crua não é muito indicada pois possui parasitas e patógenos, mas há quem acredite que cozinhar a carne provoca a perda de enzimas, probióticos naturais e vitaminas. Embora o cachorro tenha se tornado um animal omnívoro e capaz de digerir alimentos que o lobo, seu ancestral, não é capaz, a carne crua não faz mal para o cachorro porque se adapta perfeitamente a seu organismo:

  • Os dentes têm força suficiente para rascar a carne
  • O estômago, pequeno e musculoso, é preparado para a digestão da carne
  • O intestino é curto, evitando que a carne apodreça durante a digestão

O cão está pronto para digerir a carne, mesmo crua. Mas, a chance de conter parasitas é grande. Por isso, é importante congelar ou passa-lá na chapa antes de servir ao pet.

Carne crua para cachorro é boa?

Os cães não devem se alimentar unicamente de carne, o ideal é que a carne seja o alimento de maior presença em sua dieta. Os cachorros tem um estômago pequeno, por isso as refeições devem ser pequenas e repetir-se três vezes ao dia.

Na dieta canina, a proporção de carne deve ser cerca de 75%.

Tipos de carne:

O mais recomendados são as carnes magras.

Como dar carne crua?

É preferível que a carne esteja fresca, mas também é possível congela-las. Uma opção mais econômica. No entanto, é preciso ter alguns cuidados no momento do descongelamento, pois a carne deve ser completamente descongelada em temperatura ambiente.

Benefícios:

A maior vantagem da dieta BARF é o alimento natural, sem industrialização. Com essa alimentação, sua pelagem irá ficar mais brilhante e sua pele mais saudável. Além disso, os dentes ficaram mais limpos, sem o tártaro e, consequentemente, o bom hálito!

Malefícios :

Como não conhecemos a procedência da carne, o tutor não saberá se o alimento contém bactérias que podem fazer mal a saúde do cão. Além disso, existe o risco do animal se asfixiar ou ingerir ossos internos ou até quebrar os dentes ao tentar morde-los.

Uma pesquisa feita pela Universidade de Utrecht, na Holanda, revelou que as dietas à base de carne crua podem causar lesões nos dentes e intestinos, problemas de crescimento, deficiência de nutrientes e infecções bacterianas.

Além disso, essa alimentação não afeta apenas a saúde dos cães, como também a nossa. Nas carnes cruas é encontrada a bactéria Escherichia Coli, que, normalmente, vive no intestino humano. Sendo assim, em alguns casos, pode ser mais nocivo e causar infecções intestinais.  A Listeria Monocytogenes, uma bactéria que provoca meningite, também foi encontrada em algumas carnes. As bactérias e parasitas encontrados nos alimentos são mais prejudiciais à saúde humana do que a dos animais.

Dieta:

O mais importante é comprar os alimentos em locais de confiança. No caso das comidas vindas da terra, lave bem para tirar o máximo de agrotóxicos e qualquer parte estragada. Se possível, opte por produtos orgânicos.

Observe o cheiro, a cor, data de validade ou se apresenta alguma mancha. Não ofereça um alimento que você mesmo não comeria.

Opte por carnes frescas e lembre-se, a conservação é muito importante para evitar proliferação de microrganismos nocivos.

Jamais junte carne crua com a ração industrializada no mesmo prato. Esta mistura cria um ambiente propício para a proliferação de bactérias e, ao ser misturadas, potencializa ainda mais o problema. Também não deixe o alimento exposto por mais de 20 minutos, pois existe o risco de estragar e atrair insetos.

Carne crua é boa ou ruim?

A dieta BARF é composta principalmente por carne crua e vegetais crus, esse tipo de alimentação é considerada ideal não só para os cães, mas também para outros animais.

Ainda assim, muitos acreditam que a carne crua não faz bem para os pets.

Recomendações:

  • Congele os alimentos a base de carne crua a -20℃, Assim, as bactérias e parasitas podem ser mortas.
  • Não misture diferentes alimentos, isso impede que as bactérias sejam transmitidas.
  • Separe os recipientes de uso animal.
  • Lave as mão com sabão e água quente antes e depois de alimentar o animal. Fazendo o mesmo após recolher as fezes.

Já falamos sobre alimentação natural, Confira! 

Quer receber dicas animais?

Melhores amigos sabem tudo um do outro :-) Inscreva-se e receba notícias, dicas e promoções. A gente adora contar novidades!

Selecione abaixo como quer compartilhar este conteúdo
Fechar Um e-mail foi enviado para você redefinir sua senha